Anedotas Club

Anedotas de Loucos

16 / 16

Tricô

Estão dois malucos no manicómio.

Um deles está a tricotar uma camisola de lã muito depressa.

O outro pergunta-lhe:

- Então, pá? Porque é que estás a tricotar tão depressa?

- Eh, pá, não me distraias, que estou a tentar acabar esta camisola antes que a lã acabe!

Mais anedotas de Loucos

Conseguiu?

O português vai ao banco com um amigo e enfrenta uma enorme fila. De repente, o amigo sai para comprar cigarros e volta esbaforido:

- Manuel, Manuel - grita quase sem fôlego - estão roubando o seu carro.

O Manuel sai em disparada e volta dois minutos depois.

- E aí? - pergunta o amigo - conseguiu pegar o cara?

- Não! Mas anotei a placa!

Era para mim?

Um homem, sentado na varanda da sua casa com a esposa, diz:

- Eu te amo!

E ela pergunta:

- Esse és tu ou é da cerveja?

Ele responde:

- Esse sou eu... falando com a cerveja!

Que dores de cabeça!

Um mágico trabalhava num navio, fazendo espetáculos para os passageiros. O público era diferente a cada semana, pois o mágico repetia sempre os mesmos truques. O papagaio do capitão via os shows e começava a entender como o mágico fazia os truques. Quando ele entendia um truque, começava a gritar no meio do espetáculo:

- Olha, não olhem para o mesmo chapéu!
- Olha, ele está escondendo as flores debaixo da mesa!
- Hei, porque é que todas as cartas são Às de Espada?

O mágico ficava furioso, mas não podia fazer nada. Afinal de contas era o papagaio do capitão. Então, um dia o navio afundou. O mágico acabou agarrado a um pedaço de madeira no meio do mar e por capricho do destino, junto do papagaio. Eles olharam um para o outro com ódio, mas não proferiram palavra alguma. Isto continuou por vários dias. Finalmente, no quinto dia, o papagaio não se conteve e disse:

- Ok, eu desisto! Onde é que enfiaste o navio?