Anedotas Club

Anedotas de Bêbados

18 / 26

Não gaste na primeira taberna!

Na rua, uma mulher passa ao lado de um mendigo e, apesar do cheiro a bebida, dá-lhe uma moeda e diz:

- Tome lá um euro, mas agora não vá gastá-lo na primeira taberna!

Responde o mendigo:

- Obrigado, minha senhora. Vejo que também é entendida… Realmente, na segunda o vinho é muito melhor!

Mais anedotas de Bêbados

O anão que queria ser atendido

Um anão entra num bar.

Vendo um balcão muito alto, começa aos saltos e a gritar:

- Queria um sumo! Queria um sumo!

Como ninguém aparecia, o anão começa a ficar chateado.

Decide dar a volta ao balcão e, do outro lado, vê outro anão aos saltos a gritar:

- Fresco ou natural? Fresco ou natural?

O que foi que eu fiz!

De repente, no carro, deu de encontro com um passarinho e não conseguiu esquivar-se!

Pelo retrovisor, ainda viu o bichinho dando várias piruetas no asfalto até ficar estendido.

Não contendo o remorso ecológico, ele parou a moto e voltou para socorrer o bichinho.

O passarinho estava lá, inconsciente, quase morto.

Era tal a angústia do motociclista que ele recolheu a pequena ave, levou-a ao veterinário, foi tratada e medicada, comprou uma gaiolinha e levou-a para casa, tendo o cuidado de deixar um pouco de pão e água para o acidentado.

No dia seguinte, o passarinho recupera a consciência.

Ao despertar, vendo-se preso, cercado por grades, com um pedaço de pão e a vasilha de água no canto, o passarinho põe as asas na cabeça e grita:

- Porra, estou tramado! Matei o gajo da mota!

Canivete perdido

O Joãozinho chega a casa e diz:

- Olá pai! Encontrei um canivete perdido!

- Ai, foi e estava mesmo perdido?

- Sim, sim, tenho a certeza, pois eu bem vi como o dono estava à procura dele!