Anedotas de Bêbados

20 / 27

Um cheiro a álcool

Um homem bêbedo senta-se numa paragem de autocarro entre duas boazonas e diz uma delas:

- Credo! Que cheiro a álcool!

E ele responde:

- Mau… Mau… Também me cheirou a p*** e não disse nada!

Mais anedotas de Bêbados

Avião de grande qualidade

Alguns professores de uma universidade de engenharia foram convidados a entrar num avião.

Após todos se sentarem confortavelmente, eles foram informados de que o avião tinha sido construído pelos seus alunos.

Todos os professores acabam por se levantar e correm desesperadamente para fora do avião, quase em pânico.

Somente um professor permaneceu, sereno, e sentado no seu lugar.

Quando lhe perguntaram o motivo de tanta calma, ele explicou:

- Sei da capacidade dos meus alunos, e se foram eles que construíram, este avião nem vai levantar.

Peixinho frito

Um homem muito pobre, que passava os dias a pedir de porta em porta, um dia bate à porta de uma senhora bastante rica…

- Minha senhora, dê-me qualquer coisa para comer…

A senhora:

- Gosta de peixe frito de um dia para o outro?

- Gosto sim - prontamente responde o pobre…

Ao qual a senhora diz:

- Então venha cá amanhã que eu vou fritá-lo hoje!

Não há razão para alarme!

Num avião de uma companhia internacional, um dos reatores rebenta no ar.

Os passageiros entram em pânico.

Logo a seguir rebenta outro.

O pânico acentua-se.

Da cabine dos pilotos vem a mensagem apaziguadora do comandante:

- Senhores passageiros, não há razão para alarme, agradeço que permaneçam nos seus lugares, a situação está completamente controlada.

Nisto rebenta o terceiro reator.

O chefe da cabine sai a correr do fundo do avião com três mochilas na mão.

Um dos aflitos passageiros arranja interpela-o:

- Desculpe, isso que leva aí é o quê?

- São para-quedas para a tripulação… - responde o tripulante.

Exclama o passageiro:

- Mas o capitão acabou de dizer que está tudo sob controle!

E responde o tripulante:

- E está! Nós vamos só sair um bocadinho para ir buscar ajuda…