Anedotas Club

Anedotas de Bêbados

19 / 26

Um cheiro a álcool

Um homem bêbedo senta-se numa paragem de autocarro entre duas boazonas e diz uma delas:

- Credo! Que cheiro a álcool!

E ele responde:

- Mau… Mau… Também me cheirou a p*** e não disse nada!

Mais anedotas de Bêbados

O baú

O João casou-se com a Joana e no dia do casamento a Joana levou para casa um grande baú. Pediu para que João respeitasse a sua individualidade e nunca abrisse o baú. Durante 50 anos de casamento, o João nunca abriu o baú. No entanto, o João não aguentou e perguntou à Joana o que tinha naquele baú. Ela resolve mostrar o baú. Ao abrir, João viu 60 mil euros e quatro batatas. Curioso, perguntou porquê quatro batatas. Ela confessa:

- De cada vez que te trai, coloquei uma batata no baú.

O João ficou furioso, mas pensou um pouco e disse para si mesmo:

- Vou perdoar… Quatro batatas em 50 anos, significam uma traição a cada 12,5 anos. Então ele perguntou o que significavam os 60 mil euros. Responde a Joana:

- Sempre que o baú ficava cheio de batatas, eu vendia-as.

Uma anedota sem graça

O diretor da empresa contou uma anedota e todos riram à gargalhada, menos um dos presentes.

- Não gostaste da anedota? - perguntou-lhe o diretor.

- Não... não! Eu não trabalho aqui.

Desejos no deserto

Uma loira, uma morena e uma ruiva estão perdidas no deserto. Encontram uma lamparina, e depois de a esfregar, um génio acaba por sair e concede um desejo a cada uma. A ruiva pede:

- Eu quero regressar a casa.

Então o génio a faz regressar a casa. Então a morena diz:

- Quero ir para casa ter com a minha família.

A mesma regressa a casa com a sua família, e depois a loira pede:

- Gostava que as minha amigas estivessem aqui comigo...