Anedotas de Joãozinho

15 / 18

Já sei andar de bicicleta

O Joãozinho diz à mãe:

- Mãe, hoje vou aprender a andar de bicicleta!

A mãe concordou.

Lá foi o Joãozinho todo contente.

Passado algum tempo chama pela mãe e grita:

- Mãe, olha, eu sem mãos!

Passado mais um bocado, grita:

- Mãe, olha, eu sem pés!

Passado outro bocado diz ele:

- Mãe, olha, eu sem dentes!

Mais anedotas de Joãozinho

Demasiado poder

Um comandante, achando que os seus subordinados não estavam a respeitar a sua liderança, resolveu colocar a seguinte placa na porta do seu gabinete, logo que chegou pela manhã:

- "Aqui quem manda sou eu!"

Ao voltar de uma reunião, encontrou o seguinte bilhete junto à placa:

- "Sua esposa ligou e disse para o senhor levar a placa dela de volta para casa."

Não ia dar certo

Um bêbado foi à igreja para se confessar.

Quando saiu pegou na bicicleta e o padre começou a dizer:

- Que Deus, S. Pedro, S. João e a Virgem Maria, o Acompanhe.

Mais à frente o bêbado cai da bicicleta e diz:

- Eu sabia que tanta gente na mesma bicicleta não ia dar certo!

O baú

O João casou-se com a Joana e no dia do casamento a Joana levou para casa um grande baú.

Pediu para que João respeitasse a sua individualidade e nunca abrisse o baú.

Durante 50 anos de casamento, o João nunca abriu o baú.

No entanto, o João não aguentou e perguntou à Joana o que tinha naquele baú.

Ela resolve mostrar o baú.

Ao abrir, João viu 60 mil euros e quatro batatas.

Curioso, perguntou porquê quatro batatas.

Ela confessa:

- De cada vez que te trai, coloquei uma batata no baú.

O João ficou furioso, mas pensou um pouco e disse para si mesmo:

- "Vou perdoar… Quatro batatas em 50 anos, significam uma traição a cada 12,5 anos."

Então ele perguntou o que significavam os 60 mil euros.

Responde a Joana:

- Sempre que o baú ficava cheio de batatas, eu vendia-as.