Anedotas Club

Anedotas de Família

53 / 56

Cruzeiro em risco

O casal está prestes a embarcar no cruzeiro.

O homem olha para a mulher, que vem carregada de malas e diz:

- Devias ter trazido era o piano…

- Deves achar que tens muita piada!

- Não, a sério… é que deixei os bilhetes em cima dele…

Mais anedotas de Família

Beijinhos

Num comboio, à frente de um velhinho, ia um casal de namorados na brincadeira.

O rapaz aperta o nariz da namorada e pergunta:

- Dói amorzinho?

- Dói - responde ela.

E então ele dá um beijo no nariz da rapariga e pergunta:

- E agora?

- Agora já passou.

Passados alguns instantes, ele aperta a bochecha da rapariga e pergunta:

- Dói?

- Dói.

Então ele dá-lhe um beijo na bochecha e pergunta:

- E agora?

- Agora já passou.

E continuam assim até que o velho que ia atrás deles, já cansado daquilo, diz:

- Ouve lá, boquinha do Espírito Santo, curas hemorroidas?

Alentejanos fazem um ralizito

Estão dois alentejanos sentados numa esplanada e pedem duas latas de refrigerante.

Um deles pega na sua lata, deita-a no copo e, depois, amassa a lata toda.

O outro pega na lata, sopra com força e endireita-a.

Passado um pouco, o primeiro diz:

- Compadri, tenho aí o carro do mê primo que está cá de férias. Aquilo anda mesmo… Quer ir fazer um ralizito?

E vão para uma estrada cheia de curvas, a acelerar mesmo a fundo, mas não conseguem fazer uma curva e espatifam o carro.

Um deles sai, então, do carro e começa a soprar pelo tubo de escape, e o outro pergunta:

- Atão, compadri, que está fazendo?

- É para ver se endireito o carro como a lata!

- Atão, ó compadri, está bêbado ou quê? Nã está vendo que os vidros estão partidos?

Uma carta com esperança

Um rapaz de cinco anos queria ganhar 100 euros e pediu a Deus, rezando durante duas semanas.

Como nada acontecia, resolveu mandar uma carta para Deus, com seu pedido.

Os correios receberam a carta endereçada para Deus e então os funcionários decidiram remetê-la para a Assembleia do país.

A Assembleia acabou por ficar comovida com o pedido e acabaram por se juntar e enviar uma nota de 50 euros para o rapaz, pois acharam que 100 euros era muito dinheiro para uma criança tão pequena.

O rapaz recebeu os 50 euros e imediatamente sentou-se para escrever uma carta de agradecimento:

- Deus, muito obrigado por mandares-me o dinheiro que eu pedi. Contudo, notei que, por alguma razão, Deus o mandou da Assembleia. Como sempre, aqueles miseráveis ficaram com 50 euros de comissão.