Anedotas Club

Anedotas de Polícia

9 / 14

É tudo mentira… o que a minha sogra diz!

O Guarda manda o sujeito parar o carro.

- Os seus documentos, por favor! O senhor estava a 130km/h e a velocidade máxima nesta estrada é 100.

- Não, senhor Guarda, eu estava a 100, com certeza. A sogra dele corrige:

- Ah, Chico, o que é isso?! Você estava a 130 ou mais!

O sujeito olha para a sogra com o rosto fervendo.

- E sua lanterna direita não está funcionando...

- A minha lanterna? Nem sabia disso. Deve ter pifado na estrada...

A sogra insiste:

- Ah, Chico, que mentira! Você estava dizendo há semanas que precisava de consertar a lanterna!

O sujeito fica fulo e faz sinal à sogra para ficar quieta.

- E o senhor está sem o cinto de segurança.

- Mas eu estava com ele. Eu só tirei para pegar os documentos!

- Ah, Chico, deixe disso! Você nunca usa o cinto!

O sujeito não se contém e grita para a sogra:

- CALE-SE DE UMA VEZ!

O Guarda inclina-se e pergunta à senhora:

- Ele grita sempre assim com a senhora?

Ao que ela responde:

- Não, senhor Guarda! Só quando ele bebe.

Mais anedotas de Polícia

Bêbados num beliche

Dois bêbados resolvem dormir num beliche. O que ficou por cima, antes de adormecer, resolve rezar:

- Com Deus me deito, com Deus me levanto e mais a virgem Maria e o espírito Santo.

De repente, cai da cama abaixo. O amigo vira-se e diz:

- Estás a ver o que dá dormir com muita gente!

Médico atende avô

Um médico urologista atende o próprio avô no consultório:

- Como está indo a vida, meu neto?

- Está tudo, avô. E o senhor? Como vai a avó?

- Vai indo, vai indo. Filho, quer dizer, neto, eu vim aqui falar contigo porque quero saber tudo sobre Viagra!

- Ah, avô... O Viagra é um remédio bom, mas é bem caro.

- Quanto custa?

- São sessenta euros cada comprimido, avô!

- Tens razão. É caro.

- Não disse?

- Mas mesmo assim eu quero experimentar! Eu te pago amanhã, sem falta!

Assim o neto entrega o comprimido para o avô, que sai de lá todo contente.

No dia seguinte ele está de volta ao consultório com quinhentos e sessenta euros!

- Avô, o senhor entendeu errado! Eu disse que o comprimido era sessenta e não quinhentos e sessenta.

- Eu sei. Os sessenta euros são meus. Os outros quinhentos foi a sua avó que mandou!

O mais importante!

Quando o Papa veio em visita ao Brasil, uma noite estava meio sem ter o que fazer, desceu escondido e entrou na limusina posta à sua disposição. O motorista, que estava descansando no banco traseiro tomou um susto.

- Sua santidade, me desculpe. Onde posso levá-lo?

- Fique à vontade meu filho. Estou querendo dirigir, coisa que nunca me deixam.

E lá se foi a limusina com o Papa na direção. Avenida larga, o Papa pisou fundo no acelerador. Um policial vendo a limusina acima da velocidade permitida intercetou-a com a motocicleta. Com a limusina parada, o policial aproximou-se e bateu na janela do motorista. O Papa de imediato a abriu. O policial deu uma olhada, mandou o Papa aguardar e voltou à moto. Ligou o rádio para a Central.

- Alô central. Eu intercetei uma limusina com a pessoa mais importante do mundo e não sei o que fazer.

- Certo, entraremos em contacto com a embaixada americana e resolveremos esse problema com o presidente Clinton.

- Não, central, não é o Clinton, é muito mais importante.

- O que foi que o Bill Gates andou aprontando? Apreenda a limusina que dinheiro para esse cara não quer dizer nada.

- Não, não é o Gates, central. É o cara mais importante do mundo "mesmo"!

- Mas que droga. Afinal quem foi que você parou?

- Só para vocês terem ideia, o motorista dele é o Papa.