Anedotas Club

Anedotas de Idosos

7 / 12

Um voo aterrorizador

Numa terra no meio do deserto havia um aeroporto com apenas uma ligação à cidade principal.

Por ser uma terra pequena só havia dois pilotos disponíveis para essa ligação, o problema é que estes pilotos eram já idosos e usavam uma pala num olho e bengala, por isso, sempre que entravam no avião no início dos voos, os passageiros acabavam sempre por pensar que era uma piada.

Na porta do avião havia placas que acendiam conforme a situação do voo no início da descolagem que diziam: "500 metros para o fim da pista", "200 metros para o fim da pista", "100 metros para o fim da pista", e finalmente "20 metros para o fim da pista" acabando por fazer os passageiros gritarem:

- Ahhhhhhhhhhhh!

E mesmo no fim da pista o avião acaba por levantar e os passageiros suspiram de alívio.

Na cabine o piloto exclama para o outro:

- Quando eles deixarem de gritar ficamos lixados!

Mais anedotas de Idosos

Setas

Um polícia vai a perseguir um homem que conduzia muito bêbado.

Quando finalmente o consegue fazer encostar à berma, pergunta:

- Então o senhor não viu as setas?

O bêbado responde:

- Setas, que setas?! Eu nem sequer vi os índios!

Política alentejana

Uns alentejanos estavam debaixo de uma árvore a conversar.

Passam uns deputados e perguntam:

- Vocês viram um acidente de carro, em que iam uns deputados?

- Vimos sim! Estava o carro a passar, com as bandeirinhas e com o megafone, e de repente despistou-se.

- E os corpos, onde estão?

- Enterramos.

- Não estavam vivos, pois não?

- Uns diziam que sim, mas como os políticos são todos uns mentirosos, enterramos na mesma.

A loira e o casaco de peles

Um sujeito entra numa loja de peles com uma loira espetacular.

Ele diz ao vendedor:

- Quero que você dê a esta moça a mais linda estola de pele que você tiver nesta loja.

O vendedor mostra algumas à moça, que acaba se decidindo por uma.

Discretamente, o vendedor diz ao sujeito:

- Esta daqui custa 22 mil euros.

- Sem problema! - diz o homem - Emito-lhe já um cheque!

O vendedor desculpa-se:

- O senhor tem que entender que só posso lhe entregar a estola depois que o cheque for compensado. Como hoje é sexta-feira, terá que ser na segunda-feira.

- Entendo perfeitamente! - diz o sujeito - Venho pegá-la na segunda-feira!

Na segunda-feira o sujeito volta na loja.

O vendedor diz-lhe:

- Sinto muito, senhor, mas seu cheque voltou por falta de fundos.

- Eu já sabia. - diz o sujeito. - Eu só vim agradecer-lhe pelo mais fabuloso fim-de-semana da minha vida!