Anedotas Club

Anedotas de Crianças

3 / 13

Escolha difícil

Um rapaz entra numa barbearia e o barbeiro sussurra para o seu cliente:

- Esta é a criança mais idiota do mundo. Deixe-me provar-lhe.

O barbeiro coloca uma moeda de 1 euro numa mão e uma de 20 cêntimos na outra, e em seguida, chama o rapaz e pergunta:

- Qual delas é que tu queres, filho?

O menino pega na moeda de 20 cêntimos e sai.

- O que foi que eu disse? - diz o barbeiro - aquela criança nunca aprende!

Mais tarde, quando o cliente sai, ele vê o mesmo rapaz que estava a sair da loja de gelados.

- Então rapaz! Posso fazer-te uma pergunta? Por que é que pegaste na moeda de 20 cêntimos em vez da de 1 euro?

O menino lambe o gelado e responde:

- Porque no dia que eu ficar com a de 1 euro, o jogo acaba!

Mais anedotas de Crianças

Devias sentir-te mal!

Numa certa paróquia, uma jovem de 22 anos, loira, alta, com corpo de modelo decidiu confessar-se pela primeira vez.

Assim que chegou ao confessionário, ajoelhou-se e disse:

- Perdoe-me padre, porque eu pequei!

- Fala minha filha, eu sou o ouvido de Deus.

- Senhor padre, eu fui para a cama com o padre da paróquia vizinha e agora sinto-me muito mal, nem consigo dormir.

- E devias sentir-te mal, o que fizestes é muito grave, desviaste um irmão do caminho da luz. Agora quero que reflitas sobre o que fizestes, reza 30 Pai Nossos e 30 Avé Marias e estarás perdoada. E para a próxima lembra-te, a tua paróquia é esta.

Maldita carne!

A esposa, grávida, acorda durante a noite e chama o marido:

- Amor… amor!

- O quê?!

- Acorda!

- O que é?!

- Acorda!

Desorientado e assustado, o marido levanta-se e pergunta:

- O que é que aconteceu?!

- Estou com um desejo.

- Desejo?

- Sim… de comer carne de corvo!

- Corvo? Mas onde é que eu vou arranjar um corvo agora?

- Vai ao zoo.

- Estás maluca?! Não vou agora ao zoo. Vou, mas é pintar um frango de preto e depois comes.

- Não vou comer carne de corvo, mas vais-te arrepender se o nosso filho nascer com carinha de corvo.

Passam-se nove meses, chega o dia do parto e, quando o homem vai ver o seu querido filho, vê que o seu herdeiro é negro.

Meio apanhado, cheio de remorsos, corre para casa da mãe a lamentar-se:

- Mãe, eu não quis dar carne de corvo à minha mulher quando ela estava grávida e sentiu esse desejo, e agora o meu filho nasceu negro como o corvo.

A mãe, bem-humorada, acaba por tentar consolar o filho:

- Não chores meu filho! Quando eu estava grávida de ti, tive desejo de comer carne de boi, não consegui… e tu nasceste assim… corno, mas só agora é que se começou a notar.

Isso é demais!

Um empresário encontra o amigo Ministro:

- Então, pá? Há quanto tempo?!

- Olha, olha… Está tudo bem?!

- Nem por isso. O meu filho está desempregado. Eras homem para desenrascar o miúdo?

- E que habilitações ele tem?

- Tem o 12.º completo.

- E o que ele sabe fazer?

- Nada. Sabe ir para a discoteca e deitar-se às tantas da manhã!

- Posso arranjar-lhe um lugar como assessor. Fica a ganhar 4.000 euros. Agrada-te?

- Isso é muito dinheiro. Com a cabeça que ele tem, era uma desgraça…

- E um lugar de secretário? Ganha 3.000.

- Ainda é muito. Não tens nada para 600 euros?

- Eh, pá… Para esse ordenado tem de ser licenciado, falar Inglês, dominar informática e tem que ir a concurso.