Anedotas Club

Anedotas de Loiras

8 / 39

Sementes da inteligência

Um homem vende sementes de maçãs na rua.

Uma loira chega ao pé do homem e pergunta o que é que ele está vendendo.

- Estou vendendo sementes de maçã que fazem você ficar mais inteligente se comê-las.

- A sério? E elas realmente funcionam?

- Bem, a senhora pode comprar e ver por conta própria.

- Tudo bem, dê-me 5 sementes.

- Está bem, são 10 euros.

A mulher dá o dinheiro ao homem, comeu a semente e 2 minutos depois disse:

- Espere aí, 10 euros por 5 sementes? Eu podia comprar mais de 10 maçãs com este valor e conseguir 20 a 30 sementes.

- Está vendo? Já está fazendo efeito!

- Meu Deus, é verdade! Então dê-me lá mais 5 sementes!

Mais anedotas de Loiras

Isso é demais!

Um empresário encontra o amigo Ministro:

- Então, pá? Há quanto tempo?!

- Olha, olha… Está tudo bem?!

- Nem por isso. O meu filho está desempregado. Eras homem para desenrascar o miúdo?

- E que habilitações ele tem?

- Tem o 12.º completo.

- E o que ele sabe fazer?

- Nada. Sabe ir para a discoteca e deitar-se às tantas da manhã!

- Posso arranjar-lhe um lugar como assessor. Fica a ganhar 4.000 euros. Agrada-te?

- Isso é muito dinheiro. Com a cabeça que ele tem, era uma desgraça…

- E um lugar de secretário? Ganha 3.000.

- Ainda é muito. Não tens nada para 600 euros?

- Eh, pá… Para esse ordenado tem de ser licenciado, falar Inglês, dominar informática e tem que ir a concurso.

Desejos no deserto

Uma loira, uma morena e uma ruiva estão perdidas no deserto.

Encontram uma lamparina, e depois de a esfregar, um génio acaba por sair e concede um desejo a cada uma.

A ruiva pede:

- Eu quero regressar a casa.

Então o génio a faz regressar a casa.

Então a morena diz:

- Quero ir para casa ter com a minha família.

A mesma regressa a casa com a sua família, e depois a loira pede:

- Gostava que as minha amigas estivessem aqui comigo…

Divórcio por compatibilidade de feitios

Uma mulher apresentou ao juiz um pedido de divórcio.

O juiz chamou-a a depor e perguntou-lhe:

- A dona Amélia tem a certeza do que está a pedir? A senhora quer o divórcio por compatibilidade de feitios? Não é o contrário?

- Não, meritíssimo, é mesmo por compatibilidade. Eu gosto de cinema e o meu marido também. Eu gosto de ir à praia e ele também. Eu gosto de teatro e ele também. Eu gosto de homens… e ele também.