Anedotas Club

Anedotas de Bêbados

20 / 26

Vai uma dança?

Começou a música e um bêbado levantou-se cambaleando, dirigiu-se a uma senhora de preto e pediu:

- Hic… A madame me dá o prazer desta dança?

E ouviu a seguinte resposta:

- Não, por quatro motivos:

Primeiro, o senhor está bêbado!
Segundo, isto é um velório!
Terceiro, não se dança o Pai Nosso!
E quarto, porque “Madame” é a p*** que te p*riu… Eu sou o padre!

Mais anedotas de Bêbados

Alentejanos e políticos

Uns alentejanos estavam debaixo de uma árvore a conversar.

Passam uns deputados e perguntam:

- Vocês viram um acidente de carro, em que iam uns deputados?

- Vimos sim! Estava o carro a passar, com as bandeirinhas e com o megafone, e de repente despistou-se.

- E os corpos, onde estão?

- Enterramos.

- Não estavam vivos, pois não?

- Uns diziam que sim, mas como os políticos são todos uns mentirosos, enterramos na mesma.

O que foi que eu fiz!

De repente, no carro, deu de encontro com um passarinho e não conseguiu esquivar-se! Pelo retrovisor, ainda viu o bichinho dando várias piruetas no asfalto até ficar estendido. Não contendo o remorso ecológico, ele parou a moto e voltou para socorrer o bichinho. O passarinho estava lá, inconsciente, quase morto. Era tal a angústia do motociclista que ele recolheu a pequena ave, levou-a ao veterinário, foi tratada e medicada, comprou uma gaiolinha e levou-a para casa, tendo o cuidado de deixar um pouco de pão e água para o acidentado. No dia seguinte, o passarinho recupera a consciência. Ao despertar, vendo-se preso, cercado por grades, com um pedaço de pão e a vasilha de água no canto, o passarinho põe as asas na cabeça e grita:

- Porra, estou tramado! Matei o gajo da mota!

Um idoso muito romântico

Um casal de idosos resolve ir a um restaurante para comemorar os 65 anos de casamento.

Dizem ao empregado qual o tipo de comemoração que estão a fazer, e ele dá-lhes um lugar romântico para aproveitar o jantar.

O velho diz:

- Minha Rainha, onde queres sentar-te?

- Aqui, diz a senhora de idade.

- Minha princesa, queres um aperitivo para começar?

- Sim, um Porto, obrigada.

- Meu anjo, o que vais comer?

- Ela pediu a ementa e encomendou.

- Meu Doce, que vinho queres?

O empregado não podia acreditar nos seus ouvidos.

A certa altura, a senhora vai à casa de banho, e o marido diz:

- Vai, minha vida, fico à espera.

O rapaz, surpreendido, pergunta ao velho:

- Há quanto tempo o senhor chama a patroa com palavras tão bonitas? "Minha rainha, meu anjo, minha vida princesa", eu estou admirado.

O velho olha para ele e responde:

- Não consigo lembrar-me do nome dela!!!