Anedotas de Religião

18 / 20

Um pequeno teste

Morrem três raparigas e vão ter com o S. Pedro e este diz:

- Estamos sem espaço e para não entrar toda a gente vou fazer-vos um pequeno teste.

Para a 1.ª senhora:

- Qual foi a 1.ª mulher na terra?

- É fácil: foi a EVA.

- Pode entrar.

Para a 2.ª senhora:

- Qual foi o 1.º homem na terra?

- Foi Adão.

- Pode entrar.

E a outra pensa:

"Isto é super fácil!"

- E para si: qual foi a 1.ª coisa que Adão disse à Eva?

Diz a mulher muito baixinho:

- É pá, isto é mais difícil do que eu pensava!

- Pode entrar.

Mais anedotas de Religião

Uma idosa vai a tribunal

Numa sessão, a defesa da vítima chama a sua avó.

Logo que ela chega para testemunhar, o advogado aproxima-se e pergunta:

- Sra. Joana, a senhora conhece-me?

E ela responde:

- Sim, eu te conheço, Guilherme. Eu te conheço desde jovem, e francamente, tu foste uma grande desilusão para mim. Tu mentiste, traíste a tua mulher e manipulas as pessoas para falarem mal das outras por detrás das suas costas. Tu pensas que és grande coisa, mas não passas de um idiota. E sim, eu conheço-te.

O advogado ficou paralisado.

Sem saber o que fazer, ele atravessa a sala e pergunta:

- Sra. Joana, a senhora conhece a vítima?

- Sim, eu o conheço, é meu neto. Eu conheço-o desde criança. Ele é preguiçoso, antipático e tem um problema com a bebida. Ele não consegue ter uma relação normal com ninguém e é a pior pessoa do estado porque nunca cumpre com a lei. E para não falar que ele já traiu a sua mulher com outras três. Uma delas é a tua mulher, Guilherme. E sim, eu conheço-o.

A defesa voltou a sentar.

O juiz aproxima-se dos seus colegas de trabalho e dos advogados e exclama baixinho:

- Se algum de vocês pergunta a ela se me conhece, eu vos garanto, e muito bem, que vocês todos passam pela cadeira elétrica, ouviram bem?!

Alta golpada

Um alentejano apanha um comboio até ao Porto e senta-se ao lado de um senhor muito bem vestido.

Mete conversa:

- Por acaso o senhor nunca apareceu na televisão?

- Sim, eu costumo ir a muitos concursos de cultura geral. Como a viagem vai ser longa, não quer fazer um jogo comigo?

- Vamos a isso!

- Então fazemos assim: como eu tenho mais cultura do que o meu amigo, você faz-me uma pergunta sobre um assunto qualquer e se eu não souber responder, dou-lhe 20 euros. A seguir faço-lhe eu uma pergunta e se não souber a resposta, dá-me só 10 euros. Concorda?

- Parece-me bem…

- Então, eu faço-lhe a primeira pergunta: diga-me o nome do autor da peça "Who's afraid of Virgínia Wolf"…

- Por acaso não estou a ver quem seja…

- A resposta era Edward Albee… Dê-me os 10 euros e faça-me uma pergunta qualquer.

- Tome lá o dinheiro. Bem, agora é a minha vez: qual o animal que vive na planície alentejana, tem dois focinhos e cinco patas?

- Olhe, essa nem eu sei.

- Então, passe para cá 20 euros.

- Faz favor. Mas agora diga-me, que raio de animal é esse?

- Também não sei. Tome lá 10 euros.

A loira e o casaco de peles

Um sujeito entra numa loja de peles com uma loira espetacular.

Ele diz ao vendedor:

- Quero que você dê a esta moça a mais linda estola de pele que você tiver nesta loja.

O vendedor mostra algumas à moça, que acaba se decidindo por uma.

Discretamente, o vendedor diz ao sujeito:

- Esta daqui custa 22 mil euros.

- Sem problema! - diz o homem - Emito-lhe já um cheque!

O vendedor desculpa-se:

- O senhor tem que entender que só posso lhe entregar a estola depois que o cheque for compensado. Como hoje é sexta-feira, terá que ser na segunda-feira.

- Entendo perfeitamente! - diz o sujeito - Venho pegá-la na segunda-feira!

Na segunda-feira o sujeito volta na loja.

O vendedor diz-lhe:

- Sinto muito, senhor, mas seu cheque voltou por falta de fundos.

- Eu já sabia. - diz o sujeito. - Eu só vim agradecer-lhe pelo mais fabuloso fim-de-semana da minha vida!