Anedotas de Família

27 / 57

Quem conseguirá?

A CIA resolveu recrutar um atirador.

Após uma série de seleções, entrevistas e testes escolheram três candidatos: 1 francês, 1 inglês e 1 português.

Para a escolha final, os agentes da CIA colocaram os candidatos diante de uma porta metálica e entregaram-lhes uma pistola.

- Queremos ter as certezas que seguem as instruções, quaisquer que sejam as circunstâncias. Por trás desta porta vocês vão encontrar a vossa mulher sentada numa cadeira. Têm que a matar.

Responde o francês:

- Estão a falar a sério? Eu jamais mataria a minha mulher!

- Então você não serve, responde a CIA.

Ao inglês deram as mesmas instruções.

Ele pegou na arma e entrou na sala.

Durante 5 minutos tudo muito calmo.

Depois ele regressou com lágrimas nos olhos.

- Tentei, mas não posso matar a minha mulher.

- Você também não está preparado para trabalhar nesta agência. Pegue na sua mulher e vá embora.

Chegou enfim a vez do português!

Deram-lhe as mesmas instruções indicando-lhe que teria de matar a sua mulher.

Ouviram-se tiros, um estrondo e depois outro.

A seguir ouvem-se gritos, barulhos de móveis a partir.

Após alguns minutos fica tudo muito calmo.

A porta abre-se lentamente e o Português sai, limpa o suor e diz:

- Bem me podiam ter dito que os tiros eram de pólvora seca, não me deram opção, tive de a matar com a cadeira.

Mais anedotas de Família

Napoleão Bonaparte

O Manuel foi fazer uma excursão pela Europa e, ao visitar Paris, não pôde deixar de ir até à Igreja des Invalides.

E o guia explicou:

- Aqui neste caixão, estão as cinzas de Napoleão Bonaparte!

E o português:

- Caramba! Como fumava este gajo!

Aposta com uma loira

Manuel entrou num bar por volta das 20 horas.

Escolheu um lugar junto de uma loira esplendorosa.

Sua atenção foi atraída para o aparelho de TV no momento em que começavam as notícias do dia.

A reportagem cobria a notícia de um homem que estava prestes a atirar-se do alto de um enorme edifício.

A loira voltou-se para o Manuel e disse:

- Você acha que ele vai saltar?

Manuel respondeu:

- Eu aposto que vai saltar.

A loira respondeu:

- Bem, eu aposto que não vai.

Manuel pôs uma nota de 20 euros na mesa e exclamou:

- Vamos apostar?

- Sim!

Logo que a loira colocou o seu dinheiro na mesa, o homem atirou-se e morreu no momento em que se esborrachou no solo.

A loira ficou muito aborrecida, mas aceitou a derrota:

- Aposta é aposta. É justo. Fique com meus 20 euros.

Manuel respondeu:

- Não posso aceitar seu dinheiro. Eu já tinha visto o incidente no noticiário das 18 horas. Eu sabia que ele iria saltar.

A loira respondeu:

- Também vi, mas nunca pensei que ele saltasse outra vez.

Tudo é relativo

Um macaquinho perguntou à mãe:

- Ó mãe! Porque somos tão feios?

A mãe respondeu:

- Filho, deves agradecer a Deus por sermos assim. Devias ver a pessoa que está a ler esta anedota.