Anedotas Club

Anedotas de Família

25 / 56

Era o que me faltava!

Um rapaz vai a uma farmácia e diz ao farmacêutico:

- Senhor, dê-me um preservativo. A minha namorada convidou-me para ir jantar esta noite lá a casa, já saímos há três meses, e ela começa a querer desenvolvimentos! O farmacêutico dá-lhe o preservativo e o jovem sai da farmácia.

De imediato, volta a entrar, dizendo:

- Senhor, é melhor dar-me outro, porque a irmã da minha namorada, é uma boazona de primeira e passa a vida a cruzar as pernas à minha frente. Acho que também quer algo, e como vou jantar hoje lá a casa…

O farmacêutico dá-lhe o preservativo e o jovem sai da farmácia.

De imediato, volta a entrar, dizendo:

- Senhor, é melhor dar-me outro, porque a mãe da minha namorada também é boa como o milho. A velha, quando a filha não está ao pé, passa a vida a insinuar-se dum modo que me deixa atrapalhado, e como eu hoje vou jantar lá a casa…

Chega a hora da comida e o rapaz está sentado à mesa com a sua namorada ao lado, a mãe e a irmã à frente.

Nesse instante entra o pai da namorada e senta-se também à mesa. O rapaz, baixa imediatamente a cabeça, une as mãos e começa a rezar:

- Senhor, abençoa estes alimentos, …, damos-te graças por estes alimentos, …

Passa um minuto e o rapaz continua de cabeça baixa rezando:

- Obrigado Senhor por estes dons…

Passam cinco minutos e prossegue:

- Abençoa Senhor este pão…

Passam mais de dez minutos e o rapaz continua de cabeça baixa rezando.

Todos se entreolham surpreendidos e a namorada diz-lhe ao ouvido:

- Meu amor, não sabia que eras tão crente!

- E eu não sabia que o teu pai era farmacêutico!

Mais anedotas de Família

Não tenho rolo!

Vai um homem à caça com a sua sogra.

Já na mata, e de repente, um urso sai de um arbusto e ataca violentamente a sogra.

Esta gritava desesperadamente:

- Dispara!… Dispara!…

- Não tenho rolo! - gritou o genro…

Alta golpada

Um alentejano apanha um comboio até ao Porto e senta-se ao lado de um senhor muito bem vestido.

Mete conversa:

- Por acaso o senhor nunca apareceu na televisão?

- Sim, eu costumo ir a muitos concursos de cultura geral. Como a viagem vai ser longa, não quer fazer um jogo comigo?

- Vamos a isso!

- Então fazemos assim: como eu tenho mais cultura do que o meu amigo, você faz-me uma pergunta sobre um assunto qualquer e se eu não souber responder, dou-lhe 20 euros. A seguir faço-lhe eu uma pergunta e se não souber a resposta, dá-me só 10 euros. Concorda?

- Parece-me bem…

- Então, eu faço-lhe a primeira pergunta: diga-me o nome do autor da peça "Who's afraid of Virgínia Wolf"…

- Por acaso não estou a ver quem seja…

- A resposta era Edward Albee… Dê-me os 10 euros e faça-me uma pergunta qualquer.

- Tome lá o dinheiro. Bem, agora é a minha vez: qual o animal que vive na planície alentejana, tem dois focinhos e cinco patas?

- Olhe, essa nem eu sei.

- Então, passe para cá 20 euros.

- Faz favor. Mas agora diga-me, que raio de animal é esse?

- Também não sei. Tome lá 10 euros.

Mosquitos iluminados

Dois alentejanos resolvem ir acampar.

Ao cair da noite, o local escolhido para o efeito começa a ficar cheio de mosquitos, pelo que resolvem abrigar-se dentro das tendas, por debaixo dos cobertores.

Passado algum tempo, um dos alentejanos observa uns insetos luminosos a aproximarem-se (pirilampos) e diz ao outro:

- Ó Maneli, é melhor irmos embora porque os danados foram buscar lanternas…