Anedotas Club

Anedotas de Ignorância

41 / 93

Dois é demais

O chefe de uma empresa foi testar a bondade de seus funcionários: aumentou 500 euros no salário de um deles.

Passou um mês assim.

No outro mês foi diferente: tirou 500 euros de seu salário.

Um dia o funcionário foi reclamar:

- Patrão, por que esse mês foi diferente? Teve algum problema? O senhor tirou 500 euros do meu salário?

- Estranho. No mês passado eu aumentei seu salário 500 euros. Por que você não veio reclamar mês passado?

- Porque um erro tudo bem, mas dois já é demais!

Mais anedotas de Ignorância

Porque razão?

Numa cidade do interior, o Presidente da Câmara vai ter com um famoso advogado.

- Doutor - começa ele - segundo informações do nosso departamento financeiro o senhor obteve no ano passado quase 1 milhão de euros, é verdade?

- Sim, é verdade - confirma o advogado.

- E segundo esse mesmo departamento o senhor não fez nenhuma contribuição às nossas obras sociais.

- Isso também é verdade, Presidente. Mas, me diz uma coisa, o seu departamento financeiro não lhe informou que a minha mãe morreu de cancro o ano passado e que a conta do hospital ficou em quase 200 mil euros?

- Nã… nã… não, doutor!

- E também não lhe informaram que o meu irmão sofreu um acidente e está paraplégico, tem seis filhos pequenos e a família não tem rendimento nenhum?

- Nã… não… me informaram, doutor!

- E também não lhe informaram que a minha irmã perdeu a sua casa, o seu carro e todos os seus móveis numa cheia?

- Não, não sabia, desculpe-me… eu…

- E se eu não dei nenhum cêntimo para eles, você acha que eu vou dar para as suas obras sociais?

Alentejanos fazem um ralizito

Estão dois alentejanos sentados numa esplanada e pedem duas latas de refrigerante.

Um deles pega na sua lata, deita-a no copo e, depois, amassa a lata toda.

O outro pega na lata, sopra com força e endireita-a.

Passado um pouco, o primeiro diz:

- Compadri, tenho aí o carro do mê primo que está cá de férias. Aquilo anda mesmo… Quer ir fazer um ralizito?

E vão para uma estrada cheia de curvas, a acelerar mesmo a fundo, mas não conseguem fazer uma curva e espatifam o carro.

Um deles sai, então, do carro e começa a soprar pelo tubo de escape, e o outro pergunta:

- Atão, compadri, que está fazendo?

- É para ver se endireito o carro como a lata!

- Atão, ó compadri, está bêbado ou quê? Nã está vendo que os vidros estão partidos?

Alvoroço a bordo

Um português vai no voo de Lisboa para Nova Iorque quando de repente se dá um tremendo alvoroço a bordo.

O homem no lugar ao lado do seu começa a gritar:

- Fogo! Fogo!

O português continua calmamente a ver o seu filmezito.

O homem no lugar ao lado grita-lhe:

- Você é surdo? Há fogo a bordo!

- E eu quero lá saber! O avião não é meu!