Anedotas Club

Anedotas de Ignorância

84 / 91

Alvoroço a bordo

Um português vai no voo de Lisboa para Nova Iorque quando de repente se dá um tremendo alvoroço a bordo.

O homem no lugar ao lado do seu começa a gritar:

- Fogo! Fogo!

O português continua calmamente a ver o seu filmezito.

O homem no lugar ao lado grita-lhe:

- Você é surdo? Há fogo a bordo!

- E eu quero lá saber! O avião não é meu!

Mais anedotas de Ignorância

Médico atende avô

Um médico urologista atende o próprio avô no consultório:

- Como está indo a vida, meu neto?

- Está tudo, avô. E o senhor? Como vai a avó?

- Vai indo, vai indo. Filho, quer dizer, neto, eu vim aqui falar contigo porque quero saber tudo sobre Viagra!

- Ah, avô... O Viagra é um remédio bom, mas é bem caro.

- Quanto custa?

- São sessenta euros cada comprimido, avô!

- Tens razão. É caro.

- Não disse?

- Mas mesmo assim eu quero experimentar! Eu te pago amanhã, sem falta!

Assim o neto entrega o comprimido para o avô, que sai de lá todo contente.

No dia seguinte ele está de volta ao consultório com quinhentos e sessenta euros!

- Avô, o senhor entendeu errado! Eu disse que o comprimido era sessenta e não quinhentos e sessenta.

- Eu sei. Os sessenta euros são meus. Os outros quinhentos foi a sua avó que mandou!

Escrevendo uma carta

O doido estava no hospício, escrevendo uma carta, quando o médico chegou, viu e pensou:

- "Porra, este tipo deve estar bem. Está até escrevendo uma carta."

Aí ele foi para o pé do doido e perguntou:

- Para quem é essa carta?

- Ah, é para mim mesmo, doutor, eu nunca recebo cartas de ninguém.

- E o que esta escrito nela?

- Como é que eu vou saber, ainda não a recebi!

Estupidez genética

Dois homens estão à conversa num bar:

- O meu filho é mais estúpido do que o teu!

- Não é nada! - respondeu o outro.

- Queres apostar?

- Tudo bem. Apostamos 20 euros!

- Ok. Gaspar, anda cá.

- Sim, pai.

- Toma estes 5 euros e vai ali à loja comprar uma televisão a cores.

- Está bem - respondeu o rapaz, saindo depois do bar com os 5 euros na mão.

O outro homem, por sua vez, chama o seu filho e diz-lhe:

- Tomás, vai lá a casa, num instante, e vê se eu lá estou.

- Está bem, pai - responde o filho, saindo igualmente do bar.

Os dois miúdos encontram-se na rua, por acaso, e comentam um com o outro:

- O meu pai é mais estúpido do que o teu!

- Não é nada! O meu é que é!

- Ah, sim? É que o meu pai deu-me 5 euros para comprar uma televisão a cores, e nem sequer disse qual era a cor que queria!

- Então e o meu? - continua o outro - disse-me para ir a casa ver se ele lá estava, e nem sequer me deu a chave!