Anedotas Club

Anedotas de Ignorância

86 / 93

Alvoroço a bordo

Um português vai no voo de Lisboa para Nova Iorque quando de repente se dá um tremendo alvoroço a bordo.

O homem no lugar ao lado do seu começa a gritar:

- Fogo! Fogo!

O português continua calmamente a ver o seu filmezito.

O homem no lugar ao lado grita-lhe:

- Você é surdo? Há fogo a bordo!

- E eu quero lá saber! O avião não é meu!

Mais anedotas de Ignorância

Peixinho frito

Um homem muito pobre, que passava os dias a pedir de porta em porta, um dia bate à porta de uma senhora bastante rica…

- Minha senhora, dê-me qualquer coisa para comer…

A senhora:

- Gosta de peixe frito de um dia para o outro?

- Gosto sim - prontamente responde o pobre…

Ao qual a senhora diz:

- Então venha cá amanhã que eu vou fritá-lo hoje!

Escorregamento na calçada

Numa certa paróquia havia, para as confissões, um código conhecido por todos os moradores, que era utilizado pelas mulheres quando se confessavam, fazendo com que em vez de dizerem que tinham praticado o adultério diziam antes que tinham escorregado na calçada.

Após alguns anos no serviço, o padre dessa paróquia, já com alguma idade, decidiu reformar-se mas esqueceu-se de falar sobre o código ao substituto.

Durante o confessionário, e sem saber da existência do código, o padre não sabia que penitência dar porque não via qualquer mal numa escorregadela na calçada.

Ao longo das semanas a ouvir sempre a mesma expressão decidiu que tinha de intervir.

Assim acabou por ir falar com o Presidente da Câmara da região:

- Boa tarde Sr. Presidente, eu vim falar consigo para resolver o problema das calçadas do município. Eu acho que elas estão a precisar de obras, muita gente anda a queixar-se de escorregar na calçada.

O Presidente, sabendo do significado, nada disse, apenas começou a rir-se.

O padre inconformado nem esperou por uma resposta:

- Olhe que não se devia rir de assuntos sérios, é só perguntar à sua esposa, que só esta semana já escorregou três vezes.

Um encontro

Jesus e Moisés encontram-se, mas não se reconhecem.

- Quem és tu?

- Eu sou Moisés!

- Então prova-o!

Moisés aproxima-se de um rio e afasta as águas.

- Vês?

- Ah, és Moisés, sim. Olha, eu sou Jesus.

- Então prova-o!

Jesus aproxima-se do rio e caminha em direção à água, mas vai ao fundo.

Moisés ajuda-o a sair da água e diz-lhe:

- Ah, afinal não és Jesus!

- Sou, sou! Só que desde que me fizeram estes buracos nos pés que tem sido complicado.