Anedotas Club

Anedotas de Religião

6 / 16

Risco no sete

Até os nossos dias, muita gente, quando escreve o número sete, coloca um traço na metade da perna do algarismo. Qual será a origem desse costume?

Para responder, temos que voltar muitos séculos atrás, aos tempos bíblicos, quando Moisés estava no Monte Sinai e lhe foram ditados os dez mandamentos.

Em voz alta, ele foi anunciando para a multidão, um por um. Quando chegou no sete, Moisés disse:

- Não desejarás a mulher do próximo!

Fez-se um breve silêncio... E a multidão rompeu, gritando em coro:

- Risca o sete, risca o sete!

Mais anedotas de Religião

Com ela não

Um dia, o filho entra na sala e diz ao pai:

- Pai, estou interessado na filha da vizinha! O que é que achas dela?

O pai acaba por ficar nervoso e diz ao filho:

- Não podes ficar com ela! Há muitos anos atrás traí a tua mãe com a vizinha! A filha da vizinha é tua irmã!

Entretanto a mulher do homem chega a casa e ouve a conversa. De forma a consolar o filho diz:

- Podes sim filho! Esse aí nem é o teu pai!

Crianças a bordo de um avião

No avião, o piloto já está farto de ouvir os miúdos de uma escola que não param de fazer barulho.

O homem chama uma hospedeira, que era nova no ofício, e diz-lhe para tratar do assunto.

Ela vai lá atrás e, quando regressa, já não há barulho.

Diz-lhe o piloto:

- Você é fantástica. Como é que fez?

- Ah, foi fácil. Abri a porta e disse-lhes que podiam ir para o recreio.

O mais velho

O pai fala para o filho:

- Filho! Põe a sela no cavalo velho para mim!

- Ah, pai... Mas por que você vai com o cavalo velho?

- É que eu acho que nós temos que gastar as coisas velhas primeiro!

- Então por que o senhor não vai a pé?