Anedotas Club

Anedotas de Alentejanos

2 / 29

Quem é que nunca errou?

Maria Madalena estava para ser apedrejada quando Jesus intercedeu em seu favor diante da multidão que ali estava.

E então, Jesus disse:

- Quem nunca errou, que atire a primeira pedra.

O alentejano, presente em todos os lugares e épocas, empolgou-se, pegou num enorme calhau e acertou em cheio na testa de Maria Madalena que, caiu redonda no chão.

Jesus, muito entristecido, aproximou-se do alentejano, olhou-o bem nos olhos e perguntou:

- Meu filho, diz-me a verdade, tu nunca erraste na tua vida?

E o Alentejano respondeu:

- A esta distância, Senhor? Nunca!

Mais anedotas de Alentejanos

Um veterinário vai ao médico

Um veterinário sentia-se doente e foi ao médico.

O médico faz-lhe uma série de perguntas: quais os sintomas, qual a frequência dos mesmos, há quanto tempo os tem, etc.

A dada altura o veterinário chateia-se de estar a responder às perguntas e diz:

- Olhe lá! Eu sou veterinário e consigo descobrir o que os meus pacientes têm sem lhes fazer perguntas! Porque é que você não consegue fazer o mesmo?

O médico faz uma pausa, sem saber o que dizer.

Depois olha para os seus papéis e começa a escrever.

Quando termina, passa uma receita para as mãos do veterinário e diz-lhe:

- Aqui tem. Isto deve resolver o seu problema.

- Ótimo!

- Claro que se não resolver… vamos ter que o abater…

O julgamento da toupeira

Um dia na floresta houve um julgamento de uma toupeira que acabou condenada à morte.

Quando o dia da execução chegou, perguntaram-lhe:

- Tem algum último desejo?

Ao que a toupeira respondeu:

- Enterrem-me viva!

Não serviu de nada!

Uma brasileira vai visitar uma amiga portuguesa e, quando as duas estão passeando pelas ruas, um turista as aborda:

- Entschuldigung, koennen Sie Deutsch sprechen? - pergunta ele.

As duas garotas se entreolham e o sujeito tenta novamente:

- Excusez-moi, parlez vous Français?

As duas continuaram sem entender nada.

- Parlare Italiano?

Elas permaneceram caladas.

- Hablan ustedes Español?

Nada.

Angustiado, o turista poliglota desiste e vai embora.

Então a brasileira vira-se para a portuguesa e diz:

- Amiga… acho que a gente devia aprender uma língua estrangeira!

- Para quê? - perguntou a portuguesa - Aquele gajo ali sabia falar cinco línguas e não adiantou nada!