Anedotas Club

Anedotas mais recentes

Loiras

América e a Lua

Estavam duas loiras a passear e uma delas pergunta à outra:

- O que é que fica mais perto, a América ou a Lua?

E a outra responde:

- Daaah!!! A Lua, porque a Lua vê-se daqui!!!
Animais

Ajudem-me!!!

O polícia do 112 atendeu o telefone e foi anotando o pedido de socorro:

- Por favor, mandem alguém urgentemente, entrou um gato em casa!!!

- Mas como assim? Um gato em casa?

- Um gato!!! Ele invadiu a minha casa e está caminhando na minha direção!!!

- Mas como assim? Você quer dizer um ladrão?

- Não! Estou falando de um gato mesmo, daqueles que fazem "miau, miau", e ele está vindo na minha direção!!! Vocês têm de vir agora!!!

- Mas o que tem um gato ir na sua direção?

- Ele vai me matar, ora bolas!!! E vocês serão os culpados!!!

- Mas quem está falando?

- O papagaio, porra!!!
Alentejanos

Pela janela?

Porque é que os alentejanos saem de casa pela janela à segunda-feira

- Porque têm uma semana de trabalho à porta!
Políticos

São todos do mesmo

O Joãozinho estuda numa escola pública. Um dia destes chega contente à escola. A diretora, vendo a alegria do menino, pergunta:

- Joãozinho, de onde vem tanta alegria?

Joãozinho responde:

- É que a minha cachorrinha ganhou 8 cachorrinhos e são todos do PPP.

A diretora ficou esfuziante, e disse:

- Que bom, Joãozinho. Na próxima semana seremos visitados pelo primeiro-ministro e ele ficará contente em saber isso. Quando ele estiver aqui, tu vens e contas a nós. Certo Joãozinho?

Na semana seguinte, o primeiro-ministro visita a escola e, conforme o combinado, o Joãozinho diz:

- Primeiro-ministro, diretora, sabiam que a minha cachorrinha ganhou 8 cachorrinhos e 4 são do PPP?

A diretora, espantada, pergunta:

- Mas, Joãozinho, tu não me tinhas dito que os 8 eram do PPP?

Responde o menino:

- Eram sim, diretora, mas é que 4 já abriram os olhinhos...
Ignorância

Porque razão?

Numa cidade do interior, o presidente da Câmara vai ter com um famoso advogado.

- Doutor - começa ele - segundo informações do nosso departamento financeiro o senhor teve uma renda no ano passado de quase 1 milhão de euros, é verdade?

- Sim, é verdade - confirma o advogado.

- E segundo esse mesmo departamento o senhor não fez nenhuma contribuição às nossas obras sociais.

- Isso também é verdade, presidente. Mas, me diz uma coisa, o seu departamento financeiro não lhe informou que a minha mãe morreu de cancro o ano passado e que a conta do hospital ficou em quase 200 mil euros?

- Nã... nã... não, doutor!

- E também não lhe informaram que o meu irmão sofreu um acidente e está paraplégico, tem seis filhos pequenos e a família não tem renda nenhuma?

- Nã... não... me informaram, doutor!

- E também não lhe informaram que a minha irmã perdeu a sua casa, o seu carro e todos os seus móveis numa cheia?

- Não, não sabia, desculpe-me... eu...

- E se eu não dei nenhum cêntimo para eles, você acha que eu vou dar para as suas obras sociais?