Anedotas de Ignorância

45 / 93

Matemática

Porque é que o livro de matemática se suicidou?

Estava cheio de problemas!

Mais anedotas de Ignorância

O que é que se passa aqui?!

Ao chegar mais cedo a casa, o marido encontra a mulher despida, deitada na cama e respirando ofegantemente.

- O que houve, querida? Tu estás a sentir-te mal?

- Acho que estou a ter um ataque cardíaco!

O marido corre como um louco para pegar o telefone e chamar a ambulância.

Enquanto tentava desesperadamente discar, o filho diz:

- Pai, há um fantasma no banheiro.

O marido vai até ao banheiro, abre a porta e encontra uma pessoa coberta por um lençol.

Ele puxa o pano e dá de caras com o seu melhor amigo totalmente despido.

Indignado, o marido diz:

- Pelo amor de Deus, Ricardo! A minha mulher está a ter um enfarte e tu ficas aí a assustar as crianças!

Camarões

Uma vez perguntaram a um velho milionário que vivia cercado de belas mulheres o seguinte:

- O senhor acha mesmo que essas mulheres gostam de você?

E ele respondeu:

- Meu amigo, eu gosto muito de camarão, e quando peço um prato eu não pergunto se o camarão gosta de mim. Eu simplesmente como e depois pago.

Médico atende avô

Um médico urologista atende o próprio avô no consultório:

- Como está indo a vida, meu neto?

- Está tudo, avô. E o senhor? Como vai a avó?

- Vai indo, vai indo. Filho, quer dizer, neto, eu vim aqui falar contigo porque quero saber tudo sobre Viagra!

- Ah, avô… O Viagra é um remédio bom, mas é bem caro.

- Quanto custa?

- São sessenta euros cada comprimido, avô!

- Tens razão. É caro.

- Não disse?

- Mas mesmo assim eu quero experimentar! Eu te pago amanhã, sem falta!

Assim o neto entrega o comprimido para o avô, que sai de lá todo contente.

No dia seguinte ele está de volta ao consultório com quinhentos e sessenta euros!

- Avô, o senhor entendeu errado! Eu disse que o comprimido era sessenta e não quinhentos e sessenta.

- Eu sei. Os sessenta euros são meus. Os outros quinhentos foi a sua avó que mandou!