Anedotas Club

Anedotas de Ignorância

16 / 91

Uma máquina como esta

Um lisboeta foi passear ao Alentejo e grita em cima duma potente mota:

- Quem é que já viu uma máquina como esta?

Os alentejanos olham admirados e não respondem. O lisboeta vai gritando como um louco, por toda a aldeia:

- Quem é que já viu uma máquina como esta?

Mais adiante, o lisboeta e a máquina vão contra um muro. Então, um alentejano que o tinha ouvido, diz-lhe:

- Bem feito! É para não se armar em vaidoso…

Ao que ele todo magoado, responde:

- Mas eu só estava a perguntar quem é que já tinha visto uma máquina como esta, para me dizer onde eram os travões…

Mais anedotas de Ignorância

Estiveste sempre comigo!

Um homem estava em coma algum tempo, a sua esposa ficava ao pé dele dia e noite. Até que um dia o homem acorda, faz um sinal para a mulher, para se aproximar e sussurrar-lhe:

- Durante todos estes anos você esteve ao meu lado. Quando me licenciei, você ficou comigo. Quando a minha empresa faliu, só você ficou lá e me apoiou. Quando perdemos a casa você ficou perto de mim. Quando perdemos o carro também estavas comigo. E desde que fiquei com todos estes problemas de saúde, você nunca me abandonou. Sabes uma coisa?

Os olhos da mulher encheram-se de lágrimas:

- Diz amor!

- Acho que tu me dás azar!

Só quando eu pagar o trator!

Era uma vez um pai com 3 filhos. O mais velho pediu:

- Quero um carro. Na faculdade só eu é que não tenho carro!

- Só quando eu pagar o trator.

Vem o outro filho:

- Quero uma moto!

- Só quando eu pagar o trator.

A seguir vem o filho mais novo.

- Pai, quero uma bicicleta!

- Só quando eu pagar o trator.

O miúdo vai para o quintal amuado, vê o galo em cima da galinha, dá-lhe um pontapé e diz:

- Nesta casa enquanto o pai não pagar o trator anda tudo a pé!

Com que então, com que então!

Um senhor já de idade estava lendo o seu jornal sentado na cadeira de balanço na varanda da sua casa. De repente chega a sua mulher e mete a panela bem forte na cabeça de seu marido.

- Páaaaaaaaaaaaaaa!

Ele assustado pergunta:

- Mas o que foi?!

Ela responde:

- O que era aquele papel escrito com números e o nome de uma mulher chamada Marylu?

Ele explica:

- Mas amor do meu coração! Não te lembras daquele dia?

- Qual dia?

- Aquele em que apostei num cavalo!

- E então?

- O número era da quantia e o nome era do cavalo!

- Desculpa, por favor!

Passa alguns dias e ela volta a bater com a panela na cabeça dele!

- Então pá?!

- O cavalo está-te a ligar!