Anedotas Club

Anedotas de Ignorância

20 / 91

Ausências

Diz o chefe da repartição pública para a sua nova secretária particular:

- Espero que, nas minhas ausências esporádicas, a senhora não fique para aí de braços cruzados.

A funcionária:

- Ah, não senhor! Isto agora com os telemóveis nunca nos aborrecemos…

Mais anedotas de Ignorância

Impossível ler

No consultório, o oculista faz os exames de rotina:

- O que é que está escrito aqui?

E o paciente responde:

- Não sei.

O médico aponta para uma palavra com letras maiores:

- E agora? O que está escrito aqui?

Ele se esforçou, mas não conseguiu ler nada. O médico aponta então para a palavra com as letras maiores e pergunta:

- O que está escrito aqui?

- Ainda não sei - responde o paciente.

- Bom, só há uma maneira, vamos ter que operar - diz o médico.

Depois da operação, o paciente pergunta ao médico:

- E agora, doutor? O senhor acha que eu vou conseguir ler tudo?

- Claro que sim! A operação foi um sucesso!

E o paciente, todo contente:

- Obrigado, doutor! Como a medicina está avançada! O senhor acredita que antes da cirurgia eu era analfabeto?

Fuga do deserto

Como é que o MacGyver consegue sair do deserto só com uma cenoura?

Ele tira a vitamina da cenoura, separa a vita da mina, explode a mina, então acontece um terremoto que separa a terra da moto aí ele pega a moto e vai embora.

Desejos no deserto

Uma loira, uma morena e uma ruiva estão perdidas no deserto. Encontram uma lamparina, e depois de a esfregar, um génio acaba por sair e concede um desejo a cada uma. A ruiva pede:

- Eu quero regressar a casa.

Então o génio a faz regressar a casa. Então a morena diz:

- Quero ir para casa ter com a minha família.

A mesma regressa a casa com a sua família, e depois a loira pede:

- Gostava que as minha amigas estivessem aqui comigo...