Anedotas Club

Anedotas de Políticos

10 / 13

2 boas notícias

Deus chama ao Céu três representantes do Mundo.

Um dos EUA, outro da Rússia e o terceiro de Portugal, aos quais anuncia duas notícias que eles devem transmitir aos seus:

1.º: Eu (Deus) existo!
2.º: O Mundo vai acabar dentro de 2 meses!

O dos americanos:
- Tenho 2 notícias para vos dar, uma boa e uma má:
A boa é que Deus realmente existe! Eu estive com ele!
A má: o Mundo vai acabar dentro de 2 meses!

O dos russos:
- Tenho 2 notícias más para vos dar:
A primeira é que Deus realmente existe e a segunda é que o Mundo vai acabar dentro de 2 meses!

O dos portugueses:
- Tenho 2 notícias boas para vos dar:
A primeira: sou um enviado de Deus!
A segunda: a crise vai acabar dentro de 2 meses!

Mais anedotas de Políticos

Um veterinário vai ao médico

Um veterinário sentia-se doente e foi ao médico.

O médico faz-lhe uma série de perguntas: quais os sintomas, qual a frequência dos mesmos, há quanto tempo os tem, etc.

A dada altura o veterinário chateia-se de estar a responder às perguntas e diz:

- Olhe lá! Eu sou veterinário e consigo descobrir o que os meus pacientes têm sem lhes fazer perguntas! Porque é que você não consegue fazer o mesmo?

O médico faz uma pausa, sem saber o que dizer.

Depois olha para os seus papéis e começa a escrever.

Quando termina, passa uma receita para as mãos do veterinário e diz-lhe:

- Aqui tem. Isto deve resolver o seu problema.

- Ótimo!

- Claro que se não resolver… vamos ter que o abater…

Sem queixas

Num bar, um sujeito diz a outro:

- Em quarenta anos de trabalho servi milhares de clientes e nunca um único deles se queixou!

- Ena, sim senhor… E que faz você?

- Sou cangalheiro.

Escorregamento na calçada

Numa certa paróquia havia, para as confissões, um código conhecido por todos os moradores, que era utilizado pelas mulheres quando se confessavam, fazendo com que em vez de dizerem que tinham praticado o adultério diziam antes que tinham escorregado na calçada.

Após alguns anos no serviço, o padre dessa paróquia, já com alguma idade, decidiu reformar-se mas esqueceu-se de falar sobre o código ao substituto.

Durante o confessionário, e sem saber da existência do código, o padre não sabia que penitência dar porque não via qualquer mal numa escorregadela na calçada.

Ao longo das semanas a ouvir sempre a mesma expressão decidiu que tinha de intervir.

Assim acabou por ir falar com o Presidente da Câmara da região:

- Boa tarde Sr. Presidente, eu vim falar consigo para resolver o problema das calçadas do município. Eu acho que elas estão a precisar de obras, muita gente anda a queixar-se de escorregar na calçada.

O Presidente, sabendo do significado, nada disse, apenas começou a rir-se.

O padre inconformado nem esperou por uma resposta:

- Olhe que não se devia rir de assuntos sérios, é só perguntar à sua esposa, que só esta semana já escorregou três vezes.