Anedotas de Ignorância

52 / 95

A rusga

Zé da Boina, que estava só devido à maternidade da sua mulher, vai a uma casa de meninas e saca logo três para a cama.

Entretanto vem a rusga da polícia e grita:

- O que se passa aqui e quem são vocês?

Diz uma delas:

- Eu sou cabeleireira!

Diz a outra:

- Eu sou manicura!

Por fim diz a terceira:

- Eu sou pédicure!

Zé da Boina assustado grita:

- Mauuu… Querem ver que a p*** aqui sou eu!?

Mais anedotas de Ignorância

As herdades

Dois agricultores, um alentejano e um espanhol, estão na conversa:

- Qual és el tamanho de tu herdad? - pergunta o espanhol.

Responde o alentejano:

- Para os padrões portugueses, o mê monti tem um tamanho razoável: trezentos hectares. Atão e a sua herdadi?

Responde o espanhol:

- Mira, yo saio de casa por la mañana, ligo el jipe e, al medio-dia, ni siquiera he percorrido la mitad de mi propriedade!…

- Eu sei o que isso éi! - diz o alentejano sem se descoser - Também já tive um jipe espanholi… São uma merda! Só dá chaticis!

O mais velho

O pai fala para o filho:

- Filho! Põe a sela no cavalo velho para mim!

- Ah, pai… Mas por que você vai com o cavalo velho?

- É que eu acho que nós temos que gastar as coisas velhas primeiro!

- Então por que o senhor não vai a pé?

O anão que queria ser atendido

Um anão entra num bar.

Vendo um balcão muito alto, começa aos saltos e a gritar:

- Queria um sumo! Queria um sumo!

Como ninguém aparecia, o anão começa a ficar chateado.

Decide dar a volta ao balcão e, do outro lado, vê outro anão aos saltos a gritar:

- Fresco ou natural? Fresco ou natural?