Anedotas Club

Anedotas de Ignorância

39 / 93

Que pena!

Duas amigas encontram-se no céu e uma pergunta para a outra:

- Como morreste?

- Congelada.

- Ai que horror! Deve ter sido horrível! Como é morrer congelada?

- É péssimo: primeiro são os arrepios, depois as dores nos dedos das mãos e dos pés, tudo a congelar! Mas, depois veio um sono muito forte. E depois perdi a consciência! E tu, como morreste?

- Eu? De ataque cardíaco. Eu estava desconfiada que o meu marido me traía. Um dia cheguei a casa mais cedo! Corri até ao quarto e ele estava na cama, calmamente a ver televisão. Desconfiada, corro até à cave, para ver se encontrava alguma mulher escondida, mas não encontrei ninguém. Corri até ao segundo andar, mas também não vi ninguém. Subi até ao sótão e, ao subir as escadas, esbaforida, tive um ataque cardíaco e caí morta!

- Oh, que pena! Se tivesses procurado na arca congeladora, estaríamos ambas vivas!

Mais anedotas de Ignorância

A televisão

Uma loira foi a uma loja onde se vendiam eletrodomésticos e material eletrónico.

Chega-se a um empregado e pergunta-lhe:

- Desculpe, quanto custa aquela televisão?

- Não vendemos televisões a loiras.

A loira indignada decide regressar no dia seguinte usando uma peruca ruiva.

Quando chega a loja, dirige-se ao empregado e diz-lhe:

- Pode-me dizer quanto custa aquela televisão?

- Não vendemos televisões a loiras.

A loira fica espantada, mas mesmo assim decide regressar no dia seguinte com uma peruca morena.

Quando chega, vai ter com o empregado e diz:

- Quanto custa aquela televisão?

- Não vendemos televisões a loiras.

A loira já farta da situação pergunta:

- Mas como é que sabe que eu sou loira e porque é que não me vendem a televisão?

- Porque aquilo não é uma televisão, é um micro-ondas!

Uma idosa vai a tribunal

Numa sessão, a defesa da vítima chama a sua avó.

Logo que ela chega para testemunhar, o advogado aproxima-se e pergunta:

- Sra. Joana, a senhora conhece-me?

E ela responde:

- Sim, eu te conheço, Guilherme. Eu te conheço desde jovem, e francamente, tu foste uma grande desilusão para mim. Tu mentiste, traíste a tua mulher e manipulas as pessoas para falarem mal das outras por detrás das suas costas. Tu pensas que és grande coisa, mas não passas de um idiota. E sim, eu conheço-te.

O advogado ficou paralisado.

Sem saber o que fazer, ele atravessa a sala e pergunta:

- Sra. Joana, a senhora conhece a vítima?

- Sim, eu o conheço, é meu neto. Eu conheço-o desde criança. Ele é preguiçoso, antipático e tem um problema com a bebida. Ele não consegue ter uma relação normal com ninguém e é a pior pessoa do estado porque nunca cumpre com a lei. E para não falar que ele já traiu a sua mulher com outras três. Uma delas é a tua mulher, Guilherme. E sim, eu conheço-o.

A defesa voltou a sentar.

O juiz aproxima-se dos seus colegas de trabalho e dos advogados e exclama baixinho:

- Se algum de vocês pergunta a ela se me conhece, eu vos garanto, e muito bem, que vocês todos passam pela cadeira elétrica, ouviram bem?!

Tricô

Estão dois malucos no manicómio.

Um deles está a tricotar uma camisola de lã muito depressa.

O outro pergunta-lhe:

- Então, pá? Porque é que estás a tricotar tão depressa?

- Eh, pá, não me distraias, que estou a tentar acabar esta camisola antes que a lã acabe!