Anedotas Club

Anedotas de Polícia

5 / 14

Passagem do pano

A polícia estava a conversar no rádio:

- Meu sargento, chegamos ao local do crime.

- Faça o relatório.

- Uma mulher matou o marido. Foram 35 facadas, 2 tiros, depois de o já ter asfixiado.

- Meu Deus! E qual foi o motivo do crime?

- Ele pisou onde ela estava passando o pano!

- E conseguiram capturar a mulher?

- Não, Sargento, estamos à espera que o piso seque!

Mais anedotas de Polícia

Preciso de um empurro!

De madrugada, um casal acorda ao som insistente da campainha. O dono da casa levanta-se e, pela janela, pergunta:

- O que é que você quer?

- Preciso que alguém me empurre. A sua casa é a única na região. Só você me pode empurrar!

Revoltado, o homem replica:

- São quatro da madrugada e pede-me para o empurrar! Você está bêbado!

E volta para a cama. A mulher não gostou da atitude do marido:

- Exageraste! Bem podias ter ajudado o indivíduo.

- Empurrá-lo? Ele está é bêbado!

- Mais um motivo. Ele não vai conseguir andar sozinho. Logo tu, que és sempre tão prestável…

Mordido pelos remorsos, o marido veste-se e vai para a rua:

- Hei, eu vou ajudá-lo. Onde está?

E o bêbado, gritando do fundo do jardim:

- Aqui, no baloiço!

Roncos ...

Um vendedor, que precisa repousar, chega a uma cidade do interior, já cansado do seu dia de trabalho e vai para o único hotel da cidade, mas que, infelizmente, não tem mais vaga. O sujeito entra e diz:

- Dê um jeito, por favor, que preciso dormir, nem que seja uma cama apenas.

O rececionista responde:

- Olha, tenho um quarto com duas camas, onde está hospedado um sujeito que me disse que gostaria de dividir as despesas com alguém. Mas tenho que avisá-lo, o sujeito ronca até não mais poder… Tanto que os vizinhos telefonam queixando-se de que não conseguem dormir.

- Sem problema, fico com o quarto, preciso dormir!

O rececionista apresenta os hóspedes um ao outro e diz que o jantar está servido, para quem quiser.

No dia seguinte, o vendedor desce ao restaurante para tomar café e, contrariando as expectativas, estava bem disposto.

O rececionista pergunta:

- O senhor conseguiu dormir?

- Sem problema!

- Mas os roncos não o atrapalharam?

- Nada! Ele não roncou nem por um minuto.

- Como assim?

- Bom, foi simples. O sujeito já estava dormindo quando entrei no quarto. Então me aproximei da cama dele e beijei o rabo dele, dizendo: "Boa noite, coisa linda…", e o sujeito passou a noite toda, sentado na cama, olhando-me assustado, com medo de dormir.

Cantorias

Eram já altas horas da madrugada e um bêbado passava pela rua a cantar e a tocar guitarra. Aí aparece um polícia e diz ao bêbado:

- Pare lá com essa cantoria que você está a acordar toda a vizinhança. Vamos, acompanhe-me!

E diz o bêbado:

- É para já! Pode ser em dó maior?