Anedotas de Loiras

35 / 39

O bêbado e a loira

No balcão do bar, o bêbado vira-se para a mulher ao lado e diz:

- Quer ouvir uma piada de loira?

A mulher responde:

- Olha, antes de começar, aviso-o que sou loira, tenho 1,8 m, peso 70 kg, sou triatleta e faço musculação. A loira aqui ao meu lado mede 1,85 m, pesa 75 kg e é campeã olímpica de luta greco-romana. A outra loira ao lado dela mede 1,9 m, 80 kg e luta Jiu Jitsu. Agora, se ainda assim você quiser contar a sua piada, vá em frente…

O bêbado pensa um pouco e:

- Não, se tiver que explicar três vezes prefiro nem contar.

Mais anedotas de Loiras

Estado de saúde

- Bom dia, é da receção? Eu gostaria de falar com alguém que me desse informações sobre um paciente. Queria saber se certa pessoa está melhor ou piorou.

- Qual é o nome do paciente?

- Chama-se Pedro e está no quarto 302.

- Um momento, eu vou transferir a ligação para o setor de enfermagem.

- Bom dia, sou a enfermeira Lourdes. O que deseja?

- Gostaria de saber as condições clínicas do paciente Pedro do quarto 302, por favor!

- Um minuto, vou localizar o médico de plantão.

- Aqui é o Dr. Carlos. Em que posso ajudar?

- Olá, doutor. Precisaria que alguém me informasse sobre a saúde do Pedro que está internado há três semanas no quarto 302.

- Ok, vou consultar o prontuário do paciente. Um instante! Aqui está, ele se alimentou bem hoje, a pressão arterial e pulso estão estáveis, responde bem à medicação prescrita e vai ser retirado do monitor cardíaco até amanhã. Continuando bem, o médico responsável assinará alta em três dias.

- Ahhhh, graças a Deus! São notícias maravilhosas! Que alegria!

- Pelo seu entusiasmo, deve ser alguém muito próximo, certamente da família?

- Não, sou o próprio Pedro telefonando aqui do quarto 302! É que todo mundo entra e sai desta deste quarto e ninguém me diz nada. Eu só queria saber como estou!

Ir de autocarro

Um mês depois do rapaz da aldeia ter ido estudar para a capital, os pais escrevem-lhe a dizer que lhe vão arranjar dinheiro para comprar um carro para ele ir para a universidade.

O filho escreve de volta aos pais a dizer-lhes que esqueçam a ideia, já que todos os amigos dele vão para a universidade de autocarro.

Passada uma semana, os pais enviam-lhe nova carta a dizer:

- Filho, estivemos a falar com o resto da família e chegamos a uma decisão. Vamos vender a quinta do teu tio e enviar-te o dinheiro para poderes comprar um autocarro.

Este pão é de hoje?

- Este pão é de hoje?

- Não senhor! É de ontem!

- E este?

- Não! Também é de ontem!

- O que tem um homem de fazer para comer um pão de hoje neste café?

- Venha cá amanhã!