Anedotas Club

Anedotas de Ignorância

30 / 91

Reduza cada vez mais…

Um gajo compra um carro novo, e vai para a estrada para o testar, e puxar por ele.

Ia o gajo a 170, quando vê uma placa: “REDUZA A 100 KM”.

O tipo, começa a mandar vir, mas resolve obedecer à placa.

Passados uns tempos vê: “REDUZA A 50 KM”.

O gajo fica lixado, pois queria testar o carro novo e não podia.

Passados mais uns tempos a placa: “REDUZA A 20 KM”.

O tipo não via motivo nenhum para aquele limite de velocidade, até porque aquela estrada nunca tinha ninguém.

Passados mais uns tempos vê a placa “Bem-vindo A REDUZA”.

Mais anedotas de Ignorância

Problemas pouco saudáveis

Um grande apreciador de copos vai ao médico, acompanhado da sua mulher. Explica o homem:

- Doutor, sinto náuseas, dores no corpo, boca seca…

- Você fuma? – pergunta o médico.

Diz o homem:

- Uns cinquenta cigarros por dia!

- Ah! Aí está o problema – interrompeu o médico – Pare de fumar imediatamente e voltará a ter uma saúde de ferro!

Já fora do consultório a sua mulher o interpela:

- Tu nunca fumaste um único cigarro. Porque é que mentiste?

Explica o homem:

- Se eu dissesse que não fumava ele iria perguntar se eu bebia, e aí, meu Deus, lá se ia os vinhos, cervejas!

Expulsão

Dois amigos encontram-se e um deles estava visivelmente triste, e então pergunta o outro:

- O que se passa?

E responde o primeiro:

- É que fui expulso da universidade!

- A sério?! Então porquê? – pergunta o segundo.

E diz o primeiro:

- Sei lá! Já não vou lá há meio ano!

Presidente da República e a tragédia

O Presidente da República faz uma visita a uma escola em Brasília e entra numa sala de aula no meio de uma discussão sobre significado das palavras. A professora pergunta ao presidente se ele gostaria de conduzir o tema na discussão da palavra "Tragédia". Ele aceita e pede à turma que lhe dê um exemplo de tragédia. Um garoto se levanta e diz:

- Se meu melhor amigo está brincando na rua e um carro o atropela, isto seria uma tragédia.

- Não - diz o presidente - isto seria um acidente.

Uma rapariga levanta a mão.

- Se um autocarro escolar levando cinquenta crianças - pergunta ela - caísse na ribanceira, matando todo mundo, isto seria uma tragédia?

- Também não - explica o presidente - Neste caso, seria uma grande perda.

A sala fica em silêncio. Nenhum voluntário. O presidente olha para a turma:

- Não há ninguém aqui que pode me dar um exemplo de tragédia?

Finalmente, lá no fundo da sala, o Joãozinho levanta a mão. Com uma voz tranquila ele diz:

- Se o avião presidencial, levando o senhor e a sua mulher, fosse atingido por um míssil, matando todos os ocupantes, isto seria uma tragédia!

- Fantástico! - exclama o presidente - correto! E você pode me dizer por que seria uma tragédia?

- Bem, - diz o Joãozinho - porque não seria um acidente, e também não seria uma grande perda!