Anedotas de Médicos

7 / 12

Ferramentas

Chamado às pressas no meio da noite, o médico chega todo cansado à casa de um empresário, cuja esposa estava acamada.

- Com licença - diz ele, expulsando todas as pessoas do quarto. - preciso ficar só, com a paciente!

Apreensivo, o marido fica do lado de fora do quarto.

Ouve alguns barulhos estranhos, e depois de alguns minutos o médico enfia a cabeça pela porta e pergunta ao marido:

- O senhor tem um alicate?

O marido vai buscar um alicate.

A porta torna a se fechar.

Mais barulhos estranhos e alguns minutos depois, novamente a cabeça do médico aparece na soleira da porta:

- O senhor tem uma chave de fendas?

Espantado, o marido vai buscar a chave de fendas.

Passam-se mais alguns minutos:

- O senhor tem um serrote?

E o marido, desesperado:

- Serrote? O caso dela é tão grave assim?

- Ainda não sei - explica o médico - não consigo abrir a minha mala!

Mais anedotas de Médicos

Desapareceu?

Seguiu o meu conselho e dormiu de janela aberta? - pergunta o médico.

- Segui - responde o paciente.

- E a asma desapareceu?

- Não, mas o relógio, a televisão, o MP3 e o PC desapareceram.

Miúdo contente

O miúdo chega a casa todo contente e diz ao pai:

- Pai! Eu sou mais esperto do que a professora!

- Mais esperto do que a professora? Como assim?

- Ora, eu passei para a escola secundária e a professora ficou na escola primária!

2 boas notícias

Deus chama ao Céu três representantes do Mundo.

Um dos EUA, outro da Rússia e o terceiro de Portugal, aos quais anuncia duas notícias que eles devem transmitir aos seus:

1.º: Eu (Deus) existo!
2.º: O Mundo vai acabar dentro de 2 meses!

O dos americanos:
- Tenho 2 notícias para vos dar, uma boa e uma má:
A boa é que Deus realmente existe! Eu estive com ele!
A má: o Mundo vai acabar dentro de 2 meses!

O dos russos:
- Tenho 2 notícias más para vos dar:
A primeira é que Deus realmente existe e a segunda é que o Mundo vai acabar dentro de 2 meses!

O dos portugueses:
- Tenho 2 notícias boas para vos dar:
A primeira: sou um enviado de Deus!
A segunda: a crise vai acabar dentro de 2 meses!