Ignorância

2 / 89

Últimas palavras

Um homem está no hospital à beira da morte, cheio de tubos para mantê-lo vivo o máximo possível, mas como parecia que estava nos momentos finais de vida, a família chama o padre para fazer as últimas orações. Quando o padre senta-se ao lado do homem, o estado dele parece piorar rapidamente, e ele pede freneticamente com gestos algo para escrever. O padre dá-lhe um bloco e uma caneta, e o doente escreve algo, sendo que, logo de seguida, acaba por morrer. O padre faz umas orações e guarda o bloco sem ler. No enterro, depois da cerimónia, o padre mexe no bolso e encontra o bloco, e lembra-se de que o homem tinha escrito algo. Ele aproveita a presença de todos e diz:

- O nosso amigo ainda chegou a escrever algo neste bloco antes de morrer. Acho que todos gostariam de saber qual foi o seu último pensamento.

Ele abre o bloco e lê em voz alta:

- Você está a pisar o meu tubo de oxigênio!

Mais anedotas de ignorância

62 / 89

Não serviu de nada!

Uma brasileira vai visitar uma amiga portuguesa e, quando as duas estão passeando pelas ruas, um turista as aborda:

- Entschuldigung, koennen Sie Deutsch sprechen? - pergunta ele.

As duas garotas se entreolham e o sujeito tenta novamente:

- Excusez-moi, parlez vous Français?

As duas continuaram sem entender nada.

- Parlare Italiano?

Elas permaneceram caladas.

- Hablan ustedes Español?

Nada. Angustiado, o turista poliglota desiste e vai embora. Então a brasileira vira-se para a portuguesa e diz:

- Amiga... Acho que a gente devia aprender uma língua estrangeira!

- Para quê? - perguntou a portuguesa - Aquele gajo ali sabia falar cinco línguas e não adiantou nada!
40 / 89

História e Matemática

Um dia a História pergunta à Matemática:

- Porque tens muitos problemas?

E a Matemática responde:

- Tu não me venhas com as tuas histórias!
5 / 89

Boleia a anão

Dois amigos conversam:

- Hoje vi um anão numa paragem e acabei por lhe oferecer boleia até casa!

- E ele aceitou?

- Não!

- Um pouco ingrato. E tu? O que fizeste?

- Olha, fechei a mochila e continuei o caminho.
www.000webhost.com