Anedotas Club

Anedotas de Loucos

3 / 16

Sou uma ervilha!

Numa cidade do interior, uma pessoa andava tranquilamente na rua. De repente, ele vê uma galinha e começa desesperadamente a correr, apavorado, gritando socorro. Os seus familiares estavam sem saber o que fazer, pois era uma coisa absurda. Então levaram o homem a um psiquiatra.

- Diga-me, qual é o seu problema?

- Doutor, sou uma ervilha e se não me cuido posso ser devorado por uma galinha.

- Ah, sim, é claro. Mas veja bem, o senhor tem duas mãos, não é verdade?

- Sim, mas e daí?

- O senhor já viu uma ervilha com braços?

- Não...

- Duas pernas, como essas que o senhor usa para fugir das galinhas?

- Não... nunca pensei nisso...

- Veja outra coisa, uma ervilha nunca estaria aqui a falar comigo!

- Não acredito doutor! O senhor mudou a minha vida! Eu nunca tinha pensado nisso antes! Agora eu sei que não posso ser uma ervilha, é uma coisa absurda!

Então o homem acaba por ir embora, todo feliz, com a sua identidade redescoberta. Tranquilo, andando pela rua, ele vê outra galinha e sai a correr apavorado de novo, mas desta vez um carro acaba por o atropelar. Foi para o hospital todo magoado e entre as visitas médicas, naturalmente, chamaram o psiquiatra:

- Mas o que é que aconteceu? Você não me disse que agora sabia que não ser uma ervilha?

- Saber eu sei, mas o senhor acha que a galinha já sabe?

Mais anedotas de Loucos

Alentejanos fazem um ralizito

Estão dois alentejanos sentados numa esplanada e pedem duas Coca-colas. Um deles pega na sua cola, deita-a no copo e, depois, amassa a lata toda. O outro pega na lata, sopra com força e endireita-a.

Passado um pouco, o primeiro diz:

- Compadri, tenho aí o carro do mê primo que está cá de férias. Aquilo anda mesmo... Quer ir fazer um ralizito?

E vão para uma estrada cheia de curvas, a acelerar mesmo a fundo, mas não conseguem fazer uma curva e espatifam o carro.

Um deles sai, então, do carro e começa a soprar pelo tubo de escape, e o outro pergunta:

- Atão, compadri, que está fazendo?

- É para ver se endireito o carro como a lata de Coca-cola!

- Atão, ó compadri, está bêbado ou quê? Nã está vendo que os vidros estão partidos?

Um idoso muito romântico

Um casal de idosos resolve ir a um restaurante para comemorar os 65 anos de casamento.

Dizem ao empregado qual o tipo de comemoração que estão a fazer, e ele dá-lhes um lugar romântico para aproveitar o jantar.

O velho diz:

- Minha Rainha, onde queres sentar-te?

- Aqui, diz a senhora de idade.

- Minha princesa, queres um aperitivo para começar?

- Sim, um Porto, obrigada.

- Meu anjo, o que vais comer?

- Ela pediu a ementa e encomendou.

- Meu Doce, que vinho queres?

O empregado não podia acreditar nos seus ouvidos.

A certa altura, a senhora vai à casa de banho, e o marido diz:

- Vai, minha vida, fico à espera.

O rapaz, surpreendido, pergunta ao velho:

- Há quanto tempo o senhor chama a patroa com palavras tão bonitas? "Minha rainha, meu anjo, minha vida princesa", eu estou admirado.

O velho olha para ele e responde:

- Não consigo lembrar-me do nome dela!!!

Alentejano telefona para a GNR

- Estouuuu... é da GNR?

- É sim, em que posso ajudá-lo?

- Queria fazer quexa do mê vizinho Maneli. Ele esconde droga dentro dos troncos da madeira pra larera.

- Tomámos nota. Muito obrigado por nos ter avisado.

No dia seguinte os guardas da GNR estavam em casa do Manel. Procuraram o sítio onde ele guardava a lenha, e usando machados abriram ao meio todos os troncos que lá havia, mas não encontraram droga nenhuma. Praguejaram e foram-se embora. Logo de seguida toca o telefone em casa do Manel:

- Oh Maneli, já aí foram os tipos da GNR?

- Já.

- E racharam-te a lenha toda?

- Sim!

- Então feliz Natal, amigo! Esse foi o mê presente deste ano!