Políticos

7 / 13

Isso é demais!

Um empresário encontra o amigo ministro:

- Então, pá? Há quanto tempo?!

- Olha, olha… Está tudo bem?!

- Nem por isso. O meu filho está desempregado. Eras homem para desenrascar o miúdo?

- E que habilitações ele tem?

- Tem o 12.º completo.

- E o que ele sabe fazer?

- Nada. Sabe ir para a discoteca e deitar-se às tantas da manhã!

- Posso arranjar-lhe um lugar como assessor. Fica a ganhar 4000 euros. Agrada-te?

- Isso é muito dinheiro. Com a cabeça que ele tem, era uma desgraça…

- E um lugar de secretário? Ganha 3000.

- Ainda é muito. Não tens nada para 600 euros?

- Eh, pá… Para esse ordenado tem de ser licenciado, falar Inglês, dominar informática e tem que ir a concurso.

Mais anedotas de políticos

11 / 13

Alentejanos e políticos

Uns alentejanos estavam debaixo de uma árvore a conversar.

Passam uns deputados e perguntam:

- Vocês viram um acidente de carro, em que iam uns deputados?

- Vimos sim! Estava o carro a passar, com as bandeirinhas e com o megafone, e de repente despistou-se.

- E os corpos, onde estão?

- Enterramos.

- Não estavam vivos, pois não?

- Uns diziam que sim, mas como os políticos são todos uns mentirosos, enterramos na mesma.
5 / 13

Problemas monetários

Uma mulher vai ao médico preocupada:

- Sr. Doutor a minha filha comeu um euro, será que vai ter problemas?

E responde o médico tranquilamente:

- Esteja descansada, os políticos já comeram milhões e não têm problemas nenhuns!
1 / 13

Problemas em selos

O Presidente do país queria um selo com uma foto sua para celebrar o seu primeiro ano de governo. Ele exigiu um selo de altíssima qualidade. Os selos são criados, impressos e vendidos. O Presidente fica radiante! Alguns dias depois, o Presidente fica furioso ao ouvir reclamações de que o selo não adere aos envelopes. O Presidente convoca os responsáveis e ordena que investiguem o assunto. Eles pesquisam as agências dos correios de todo o país e relatam o problema. Todos dizem:

- Não há nada de errado com a qualidade dos selos. O problema é que as pessoas andam a cuspir do lado errado.