Família

11 / 56

Contributo para o lar

Numa certa tarde, batem à porta e o dono da casa vai abrir:

- Boa tarde, desejava contribuir para o lar de 3º idade?

- Claro que sim! Esperem só um bocado que eu vou buscar a minha sogra!

Mais anedotas de família

53 / 56

Esposa na discoteca

Um senhor bem vestido, acabado de chegar de viagem, apanha um táxi e pede ao taxista para o levar para a morada da sua casa.

No caminho, vê uma senhora, também com muito bom aspeto, com um vestido vermelho e a entrar numa discoteca. De repente reconhece que se trata da sua própria mulher!

O senhor fica desvairado e pede ao taxista que volte até à porta da discoteca. Chegado lá, tira do bolso um maço de notas e diz para o taxista:

- Aqui estão mil euros. São seus se você tirar de dentro desta discoteca uma mulher vestida de vermelho que acaba de entrar. Mas, enquanto a arrasta cá para fora, vá-lhe dando uma valente carga de porrada, sem problemas, porque essa desgraçada é a minha esposa!

O taxista, que vivia com grandes dificuldades financeiras, aceita sem pensar duas vezes e entra pela discoteca dentro.

Cinco minutos depois, o taxista surge a sair pela porta da discoteca, arrastando pelos cabelos uma mulher, com o rosto a sangrar, toda rasgada e desgrenhada e a gritar todas as asneiras que se possa imaginar.

O senhor bem vestido, que tinha ficado no táxi vê a cena e percebe, horrorizado, que a mulher está vestida de verde! Sai do táxi a correr e grita para alertar o taxista do terrível erro:

- Pare! Pare! O senhor enganou-se. Não é essa senhora! Como é que você confundiu vermelho com verde? O senhor é daltónico?

Ao que o taxista responde:

- Daltónico o tanas! Esta de verde é a minha! Já volto lá dentro para trazer a sua!
51 / 56

Oferta de casaco de peles

Um homem economiza o dinheiro necessário para comprar um casaco de peles para a sua esposa.

No dia de aniversário dela, à noite, a grande surpresa: ele entrega-lhe o valioso presente.

Ela recebe o casaco, encosta-o ao pescoço e fica a fazer-lhe festas com grande contentamento.

Diz ela:

- Não é incrível? Uma coisa destas, tão linda, tão maravilhosa, vir de um animal tão desajeitado, pequeno, feio e insignificante.

- Ouve lá, pá... se não queres o presente, tudo bem, mas ao menos não me insultes!
15 / 56

O que é que se passa aqui?!

Ao chegar mais cedo a casa, o marido encontra a mulher despida, deitada na cama e respirando ofegantemente.

- O que houve, querida? Tu estás a sentir-te mal?

- Acho que estou a ter um ataque cardíaco!

O marido corre como um louco para pegar o telefone e chamar a ambulância. Enquanto tentava desesperadamente discar, o filho diz:

- Pai, há um fantasma no banheiro.

O marido vai até ao banheiro, abre a porta e encontra uma pessoa coberta por um lençol. Ele puxa o pano e dá de caras com o seu melhor amigo totalmente despido. Indignado, o marido diz:

- Pelo amor de Deus, Ricardo! A minha mulher está a ter um enfarte e tu ficas aí a assustar as crianças!