Anedotas Club

Anedotas de Loiras

1 / 39

Refrigerantes

Uma loira entra num casino e, logo à entrada, vê uma máquina de refrigerantes.

Mete uma moeda de 50 cêntimos e sai uma lata de refrigerante.

Mete outra e sai outra lata, e assim sucessivamente.

Entretanto, um homem chega e diz-lhe:

- Desculpe lá, mas a senhora vai beber isso tudo?

Ela responde:

- Schiu, não me interrompa que estou a ganhar!

Mais anedotas de Loiras

Problemas em selos

O Presidente queria um selo com uma foto sua para celebrar o seu primeiro ano de governo.

Ele exigiu um selo de altíssima qualidade.

Os selos são criados, impressos e vendidos.

O Presidente fica radiante!

Alguns dias depois, o Presidente fica furioso ao ouvir reclamações de que o selo não adere aos envelopes.

O Presidente convoca os responsáveis e ordena que investiguem o assunto.

Eles pesquisam as agências dos correios de todo o país e relatam o problema.

Todos dizem:

- Não há nada de errado com a qualidade dos selos. O problema é que as pessoas andam a cuspir do lado errado.

Foi tudo entre família!

O Zé marujo chega a casa, de madrugada, depois de 15 dias no mar, corre para o quarto e deu 3 quecas.

Quando acabou foi beber água e vê a esposa a beber café na sala!

- Amor, não estavas agora mesmo no quarto?

- Não, é a minha mãe que veio fazer-me companhia.

- Mas eu cheguei com saudades, pensei que eras tu e dei-lhe 3 quecas.

A esposa vai ao quarto:

- Então mãe! Porque não disse ao Zé que não era eu?

- Sabes bem que não falo com ele há 5 anos… não era agora que ia falar!

É tudo mentira… o que a minha sogra diz!

O Guarda manda o sujeito parar o carro.

- Os seus documentos, por favor! O senhor estava a 130 km/h e a velocidade máxima nesta estrada é 100.

- Não, senhor Guarda, eu estava a 100, com certeza. A sogra dele corrige:

- Ah, Chico, o que é isso?! Você estava a 130 ou mais!

O sujeito olha para a sogra com o rosto fervendo.

- E sua lanterna direita não está funcionando…

- A minha lanterna? Nem sabia disso. Deve ter pifado na estrada…

A sogra insiste:

- Ah, Chico, que mentira! Você estava dizendo há semanas que precisava de consertar a lanterna!

O sujeito fica fulo e faz sinal à sogra para ficar quieta.

- E o senhor está sem o cinto de segurança.

- Mas eu estava com ele. Eu só tirei para pegar os documentos!

- Ah, Chico, deixe disso! Você nunca usa o cinto!

O sujeito não se contém e grita para a sogra:

- CALE-SE DE UMA VEZ!

O Guarda inclina-se e pergunta à senhora:

- Ele grita sempre assim com a senhora?

Ao que ela responde:

- Não, senhor Guarda! Só quando ele bebe.