Anedotas Club

Anedotas de Loiras

28 / 36

No golfe

Uma loura estava a ter lições de golfe, estava a sair-se muito mal e continuava a mandar a bola para as árvores ou apenas batia na relva com o taco, o instrutor estava já desesperado e finalmente disse:

- Acho que o problema é com o seu "grip" no taco, devia agarrá-lo mais levemente e gentilmente, imagine que o taco é o coiso de um homem.

A loura pensou nisto por um instante, pegou no taco e deu na bola de golfe, esta voou lindamente até ao green e rolou até ao buraco.

O instrutor ficou petrificado e exclamou:

- Essa foi uma tacada genial! Agora, da próxima vez, agarre no taco com as mãos e não com a boca.

Mais anedotas de Loiras

O bêbado e a loira

No balcão do bar, o bêbado vira-se para a mulher ao lado e diz:

- Quer ouvir uma piada de loira?

A mulher responde:

- Olha, antes de começar, aviso-o que sou loira, tenho 1,8 m, peso 70kg, sou triatleta e faço musculação. A loira aqui ao meu lado mede 1,85 m, pesa 75Kg e é campeã olímpica de luta greco-romana. A outra loira ao lado dela mede 1,9 m, 80Kg e luta Jiu Jitsu. Agora, se ainda assim você quiser contar a sua piada, vá em frente…

O bêbado pensa um pouco e:

- Não, se tiver que explicar três vezes prefiro nem contar.

Preciso de um empurro!

De madrugada, um casal acorda ao som insistente da campainha. O dono da casa levanta-se e, pela janela, pergunta:

- O que é que você quer?

- Preciso que alguém me empurre. A sua casa é a única na região. Só você me pode empurrar!

Revoltado, o homem replica:

- São quatro da madrugada e pede-me para o empurrar! Você está bêbado!

E volta para a cama. A mulher não gostou da atitude do marido:

- Exageraste! Bem podias ter ajudado o indivíduo.

- Empurrá-lo? Ele está é bêbado!

- Mais um motivo. Ele não vai conseguir andar sozinho. Logo tu, que és sempre tão prestável…

Mordido pelos remorsos, o marido veste-se e vai para a rua:

- Hei, eu vou ajudá-lo. Onde está?

E o bêbado, gritando do fundo do jardim:

- Aqui, no baloiço!

Peixinho frito

Um homem muito pobre, que passava os dias a pedir de porta em porta, um dia bate à porta de uma senhora bastante rica…

- Minha senhora, dê-me qualquer coisa para comer…

A senhora:

- Gosta de peixe frito de um dia para o outro?

- Gosto sim - prontamente responde o pobre…

Ao qual a senhora diz:

- Então venha cá amanhã que eu vou fritá-lo hoje!!!