Ignorância

67 / 91

Não abriu!

Numa segunda-feira um indivíduo andava muito triste, quando aparece um amigo:

- Então, o que foi que se passou?

- Eu avisei o Joaquim que o povo desta terra é muito religioso.

- Eu sei, já cá estou há vinte anos.

Mas o que é que isso tem a ver com o Joaquim?

- Ele ontem saltou de paraquedas e morreu.

- O paraquedas não abriu?

- Exatamente. Apesar de estar cá há pouco tempo, ele já devia saber que nada abre aos domingos...

Mais anedotas de ignorância

71 / 91

Consola nova

Joaquim chega a casa muito cansado com um pacote nas mãos.

O filho dele corre para ver o que é.

Ao ver que é um presente para ele, o filho abre o pacote e vê que é uma consola nova.

- Fixe! Ganhei uma consola nova!

- Sim, é uma consola - respondeu o pai - mas joga com cuidado porque tivemos que vender a televisão para a comprar.
33 / 91

Trabalho ou prazer?

Um presidente de uma empresa, casado há 25 anos, tinha dúvidas se ir para a cama com a mulher, depois de tanto tempo de casamento, é trabalho ou prazer.

Com dúvidas, ligou para o Diretor Geral e perguntou-lhe o que ele achava. O Diretor Geral ligou para o Vice-Diretor e fez a mesma pergunta. O Vice-Diretor ligou para o Gerente Geral e fez a mesma pergunta. E assim seguiu-se a corrente de ligações até que a pergunta chegou ao Sector Jurídico e o Advogado Chefe perguntou como praxe, para o Estagiário que estava todo atarefado fazendo mil coisas ao mesmo tempo.

- Rapaz, tens um minuto para responder-me se quando o presidente da empresa vai para a cama com a mulher dele é trabalho ou prazer!

- É prazer, Doutor! - respondeu o Estagiário prontamente e com segurança.

- O quê? Como é que consegues responder isso com tanta segurança e certeza?

- É que se fosse trabalho, já me tinham mandado fazer!
11 / 91

Avião de grande qualidade

Alguns professores de uma universidade de engenharia foram convidados a entrar num avião. Após todos se sentarem confortavelmente, eles foram informados de que o avião tinha sido construído pelos seus alunos. Todos os professores acabam por se levantar e correm desesperadamente para fora do avião, quase em pânico. Somente um professor permaneceu, sereno, e sentado no seu lugar. Quando lhe perguntaram o motivo de tanta calma, ele explicou:

- Sei da capacidade dos meus alunos, e se foram eles que construíram, este avião nem vai levantar.