Anedotas de Loucos

10 / 15

Escrevendo uma carta

O doido estava no hospício, escrevendo uma carta, quando o médico chegou, viu e pensou:

- "Porra, este tipo deve estar bem. Está até escrevendo uma carta."

Aí ele foi para o pé do doido e perguntou:

- Para quem é essa carta?

- Ah, é para mim mesmo, doutor, eu nunca recebo cartas de ninguém.

- E o que está escrito nela?

- Como é que eu vou saber, ainda não a recebi!

Mais anedotas de Loucos

A porta

Num hospício, os médicos fizeram um teste aos loucos para ver quem estava curado.

Eles desenharam uma porta na parede, e quem tentasse abrir ainda estava louco.

No dia seguinte todos queriam abrir a porta, menos um que estava sentado e não parava de rir, por isso os médicos chegaram à conclusão que estava curado, mas antes de liberá-lo perguntaram:

- Porquê você estava rindo dos outros?

Ele respondeu:

- Porque a chave está comigo!

Pregos Garcia

Um fabricante de pregos de nome Garcia, decidiu publicitar a sua marca.

Dirigiu-se então a uma agência de publicidade e disse que queria um anúncio, algo relacionado com a religião.

No Domingo seguinte quando foi à Missa ouviu da boca do Padre:

- Esse Garcia deveria ser excomungado!

- Porquê? - disse o Garcia.

- Vá lá fora ver - disse o Padre.

Garcia foi e viu um grande anúncio mostrando Jesus pregado na cruz e que em baixo dizia:

- Com pregos Garcia, 2000 anos de garantia!

De imediato, Garcia foi à agência de publicidade pedir para mudarem o anúncio.

No Domingo seguinte, o Padre, mais zangado ainda, disse:

- Esse Garcia vai ser excomungado!

- Porquê? - disse Garcia.

- Não sabes? Vai lá fora ver!

Desta vez Garcia encontrou um anúncio que mostrava a cruz bem levantada e Jesus caído no chão, e em baixo dizia:

- Com pregos Garcia, nada disto acontecia!

E mais uma vez Garcia pediu à agência para mudar o anúncio.

No Domingo seguinte, o Padre já fora de si gritava:

- Excomungado sejas Garcia!

Sem precisar de mais palavras, Garcia foi ver o seu novo anúncio.

Este, desta vez mostrava a cruz bem levantada e alguns pregos no chão.

Em baixo dizia:

- Com pregos Garcia, Cristo não fugia!

Duas horas de atraso

Depois de esperar uma hora e meia pelo namorado para irem jantar, a rapariga decidiu que não valia a pena esperar mais.

Tirou a roupa de gala e vestiu o pijama, fez pipocas e sentou-se no sofá a ver TV.

Logo depois, a campainha toca.

Ela abre a porta e o namorado diz:

- É sempre a mesma coisa! Eu até chego duas horas atrasado e tu ainda não estás pronta!