Anedotas de Bêbados

10 / 27

Bêbados e Deus

O bêbado chegou ao bar e diz:

- Compadre, eu sou Deus!

O dono do bar responde:

- Para de blasfemar, tu já disseste isso mais de mil vezes!

O bêbado então diz:

- Eu vou-te provar, vem comigo!

Dirigem-se à igreja, e quando lá chegam o padre começa a reclamar:

- Ó Meu Deus, eu não acredito que tu estás aqui de novo!

Mais anedotas de Bêbados

Problemas em selos

O Presidente queria um selo com uma foto sua para celebrar o seu primeiro ano de governo.

Ele exigiu um selo de altíssima qualidade.

Os selos são criados, impressos e vendidos.

O Presidente fica radiante!

Alguns dias depois, o Presidente fica furioso ao ouvir reclamações de que o selo não adere aos envelopes.

O Presidente convoca os responsáveis e ordena que investiguem o assunto.

Eles pesquisam as agências dos correios de todo o país e relatam o problema.

Todos dizem:

- Não há nada de errado com a qualidade dos selos. O problema é que as pessoas andam a cuspir do lado errado.

Viagens

Uma loira ia de férias para o Brasil.

Vai ao balcão de embarque e pergunta:

- Gostava de saber a duração da viagem de Portugal para o Brasil.

E diz a funcionária:

- Só um minuto…

E responde a loira:

- Ahh é rápido… muito obrigada!

Últimas palavras

Um homem está no hospital à beira da morte, cheio de tubos para mantê-lo vivo o máximo possível, mas como parecia que estava nos momentos finais de vida, a família chama o padre para fazer as últimas orações.

Quando o padre senta-se ao lado do homem, o estado dele parece piorar rapidamente, e ele pede freneticamente com gestos algo para escrever.

O padre dá-lhe um bloco e uma caneta, e o doente escreve algo, sendo que, logo de seguida, acaba por morrer.

O padre faz umas orações e guarda o bloco sem ler.

No enterro, depois da cerimónia, o padre mexe no bolso e encontra o bloco, e lembra-se de que o homem tinha escrito algo.

Ele aproveita a presença de todos e diz:

- O nosso amigo ainda chegou a escrever algo neste bloco antes de morrer. Acho que todos gostariam de saber qual foi o seu último pensamento.

Ele abre o bloco e lê em voz alta:

- Você está a pisar o meu tubo de oxigênio!