Ignorância

65 / 91

Imediato! O meu casaco vermelho!

O capitão do navio encontra-se no seu camarote quando o imediato lhe vem dizer que avistaram um navio pirata que vem na sua direção. O capitão sobe até ao convés, observa o navio ao longe com um telescópio e diz:

- Traz-me o meu casaco vermelho.

O imediato pergunta:

- Casaco vermelho? Mas… para quê? - Vamos combater daqui a nada.

- Se eu for ferido, não quero que a minha tripulação veja o meu sangue e se amedronte. Quero que combatam até ao fim sabendo que vamos ganhar!

O imediato vai buscar o casaco e a tripulação é vitoriosa na batalha. Passado uma semana o imediato torna a chamar o capitão por causa de outro navio pirata. O capitão torna a observar o navio, verifica que este é maior e diz:

-Traz-me o meu casaco vermelho e as minhas calças vermelhas. O imediato assim faz, o capitão veste-se e travam nova batalha. Uma vez mais, são vitoriosos. Duas semanas depois o imediato torna a chamar o capitão para ver mais um navio pirata. O capitão observa o navio ao longe e repara que este é de um tamanho colossal. Diz o capitão:

- Imediato… traz-me as minhas calças castanhas…

Mais anedotas de ignorância

85 / 91

Na lua-de-mel

Na lua-de-mel, diz o noivo para a noiva:

- Olha, tenho um segredo para te contar...

- Diz.

- Eu sou daltónico...

- Não faz mal, eu já tinha percebido...

- Ai sim?

- Sim... E também tenho um segredo para te contar...

- Conta.

- Eu não sou sueca, sou cabo-verdiana…
51 / 91

Uma jovem liberal

Uma jovem rebelde e muito liberal, entra num bar completamente nua. Para em frente do barman e diz:

- Dê-me uma cerveja bem gelada!

O barman fica a olhar para ela sem se mexer.

- O que é que se passa? - pergunta ela - nunca viu uma mulher nua?

- Muitas vezes!

- E então, está a olhar para onde?

- Quero ver de onde é que vai tirar o dinheiro para pagar a cerveja!
37 / 91

Metades

Um tipo encontra um amigo que lhe devia uma certa importância em dinheiro e diz-lhe:

- Mais vale perder algum dinheiro, que perder um amigo. E, para que vejas como estou a ser sincero, eu esqueço metade da importância que me deves.

O outro:

- Obrigado! De facto, os verdadeiros amigos são mesmo assim! E eu, como não quero ficar atrás, também esqueço a outra metade!