Alentejanos

2 / 29

Quem é que nunca errou?

Maria Madalena estava para ser apedrejada quando Jesus intercedeu em seu favor diante da multidão que ali estava.

E então, Jesus disse:

- Quem nunca errou, que atire a primeira pedra.

O alentejano, presente em todos os lugares e épocas, empolgou-se, pegou num enorme calhau e acertou em cheio na testa de Maria Madalena que, caiu redonda no chão. Jesus, muito entristecido, aproximou-se do alentejano, olhou-o bem nos olhos e perguntou:

- Meu filho, diz-me a verdade, tu nunca erraste na tua vida?

E o Alentejano respondeu:

- A esta distância, Senhor? Nunca!

Mais anedotas de alentejanos

19 / 29

Alentejanos e políticos

Uns alentejanos estavam debaixo de uma árvore a conversar.

Passam uns deputados e perguntam:

- Vocês viram um acidente de carro, em que iam uns deputados?

- Vimos sim! Estava o carro a passar, com as bandeirinhas e com o megafone, e de repente despistou-se.

- E os corpos, onde estão?

- Enterramos.

- Não estavam vivos, pois não?

- Uns diziam que sim, mas como os políticos são todos uns mentirosos, enterramos na mesma.
18 / 29

Alentejano responde a questão num concurso na TV

Um alentejano vai a um concurso de televisão e o apresentador pergunta:

- Como se chamam os habitantes de Évora?

O alentejano pensa, pensa, pensa... E finalmente diz:

- Quer dizer... Todos, todos, não sei...
14 / 29

Amigos, amigos, porcos à parte

Há dois alentejanos que vão à feira de Beja e compram dois porcos, um para cada um. Então, chegam à aldeia e metem os dois porcos na mesma pocilga.

Entretanto, anoitece e um dos compadres começa-se a lembrar:

- "Os dois porcos estão na pocilga. Temos de fazer um sinal aos porcos para saber qual é o porco de um e o porco do outro."

No outro dia, diz um compadre para o outro:

- Compadre, temos de fazer um sinal aos porcos para saber qual é o porco de um e o porco do outro!

- Tá bem!

No outro dia encontram-se, e diz um para o outro:

- Então compadre, já fez o sinal ao porco?

- Já sim senhor! Cortei-lhe metade do rabo.

- Ó compadre, você não quer lá ver que eu fiz o mesmo ao meu?!

- Não há problema compadre! A gente faz outro sinal.

No outro dia:

- Então compadre, qual foi o sinal que fez desta vez ao porco?

- Olhe compadre, cortei-lhe metade da orelha direita!

- Ó compadre, você não quer lá ver que eu fiz o mesmo ao meu?!

- Mas olhe! Deixe lá isso, você fica com o branco que eu fico com o preto!...
www.000webhost.com