Anedotas de família | Anedotas Club – as melhores anedotas

Família

Mensagens
O meu marido e eu estávamos sentados no sofá. Eu a ver televisão, e ele a mexer no seu telemóvel.

De repente o meu telemóvel, que estava na cozinha, tocou. Levantei-me e fui ver quem era. Era uma mensagem do meu marido:

"Já que estás na cozinha, podes fazer-me umas sandes?"
Próxima >
1 / 45

Algumas anedotas aleatórias

Não serviu de nada!
Uma brasileira vai visitar uma amiga portuguesa e, quando as duas estão passeando pelas ruas, um turista as aborda:

- Entschuldigung, koennen Sie Deutsch sprechen? - pergunta ele.

As duas garotas se entreolham e o sujeito tenta novamente:

- Excusez-moi, parlez vous Français?

As duas continuaram sem entender nada.

- Parlare Italiano?

Elas permaneceram caladas.

- Hablan ustedes Español?

Nada. Angustiado, o turista poliglota desiste e vai embora. Então a brasileira vira-se para a portuguesa e diz:

- Amiga... Acho que a gente devia aprender uma língua estrangeira!

- Para quê? - perguntou a portuguesa - Aquele gajo ali sabia falar cinco línguas e não adiantou nada!
Doações urgentes
Um motorista está preso num engarrafamento na avenida que passa ao lado da Assembleia. Nenhum carro se movimentava. De repente, um polícia bate na sua janela. O motorista abre o vidro e pergunta:

- O que está a acontecer?

E o polícia explica:

- Há terroristas dentro da Assembleia e têm os deputados como reféns. Para libertar, estão a pedir 10 milhões de euros de resgaste. Caso contrário, eles vão pôr gasolina em tudo e queimar a Assembleia com todos os deputados lá dentro. Por isso estamos passando de carro em carro e pedindo doações urgentemente.

E o motorista pergunta:

- E quanto em média cada pessoa está doando?

O polícia responde:

- Por volta de uns 5 litros.
Alentejano numa aula de paraquedismo
Um alentejano entra para a Aeronáutica, na divisão de paraquedismo. Recebe a primeira aula prática:

- Estamos a dois mil metros de altura. O seu equipamento foi todo conferido. O senhor saltará por aquela porta. Ao puxar a primeira cordinha, o paraquedas se abrirá. Se isso não acontecer, o que é pouco provável, puxe a segunda cordinha. Se ainda assim o paraquedas não se abrir, o que é improbabilíssimo, puxe a terceira cordinha e ele abrir-se-á. Lá embaixo, haverá um jipe à sua espera, para levá-lo de volta ao quartel.

O alentejano salta. Puxa a primeira cordinha e o paraquedas não se abre, puxa a segunda, nada. Puxa a terceira e nem assim o equipamento funciona. Ele começa a ficar preocupado:

- Ai, Jesus! Agora só falta o jipe não estar lá embaixo!
 
© 2013 - 2018 Daniel Industries | Política de privacidade | Área dos membros
000webhost logo